Leo Rodriguez se pronuncia na web sobre fraude na Lei Rouanet

Leo Rodriguez (Foto: Divulgação)Leo Rodriguez (Foto: Divulgação)

O sertanejo Leo Rodriguez e seu empresário, Hermann Motta, se pronunciaram na web na noite desta terça-feira, 28, sobre as fraudes envolvendo a Lei Rouanet. Foi divulgado nesta terça, na chamada operação Boca Livre, da Polícia Federal, que – além de cerca de R$ 180 milhões desviados – até um casamento  foi bancado com recursos ilegais. De acordo com o jornal “O Globo”, o festão do aconteceu em um clube em Jurerê Internacional, em Florianópolis, durou um fim de semana inteiro e teve como principal atração um show do sertanejo Leo Rodriguez.

Em rede social do cantor, o empresário e artista publicaram a matéria do “O Globo” e se explicaram.

Veja o comunicado na íntegra:

“Estamos surpresos com as notícias envolvendo o nome do cantor Léo Rodriguez na ação da Polícia Federal sobre o show realizado num casamento no dia 22 de abril em Jurerê Internacional, na Cidade de Florianópolis. O nosso escritório, a H3 Entretenimento, vendeu o show ao evento da maneira habitual, emitindo as faturas sobre o serviço na forma exigida pela contratante. Frente à essa avalanche de informações que foram estampadas na mídia hoje, envolvendo o nome do nosso artista, nos sentimos no dever de vir esclarecer a todos que acompanham nosso trabalho, fãs, amigos e a todos cidadãos brasileiros, que o evento em questão traduziu simplesmente mais um show na carreira de nosso artista Léo Rodriguez. Nunca o artista ou a empresa que o representa formulou algum pedido ao Ministério da Cultura para subsidiá-lo, sendo que sua carreira sempre foi pautada pelos próprios méritos, com recursos próprios. Assim como em qualquer outro show, o artista prestou serviços mediante contrato e, com sua alegria, fez o que mais gosta… Cantar e tentar levar a alegria para cada pessoa que o assiste”.

Na mesma postagem, o sertanejo também se pronunciou rapidamente sobre o assunto: “Sem tomar partido, prefiro falar de mim e digo pra vocês de coração aberto que meu nome e minha reputação jamais serão abalados por qualquer coisa que prejudique ou trapaceie alguém”.

Procurado pelo EGO na manhã desta terça-feira, 28, o empresário de Leo, Hermann Motta, disse que o sertanejo se surpreendeu com as notícias envolvendo seu nome na ação da Polícia Federal. “Estou vendo isso agora também. Fomos pegos de surpresa. Vendi o show dele normalmente, nem imaginava que tinha essa questão por trás. Estou falando agora com a nossa assessoria de imprensa e com nossos advogados para saber quais os próximos passos, porque não temos nada a ver com essa história”, garantiu Hermann, em entrevista por telefone.

. Veja também: Leo Rodriguez se veste de policial em clipe e acaricia bumbum de dançarinas.

Ainda segundo “O Globo”, a PF apurou que o casal da cerimônia-ostentação – Felipe Amorim e Caroline Monteiro – teria parentesco com Antonio Carlos Bellini, dono da Bellini Cultural, empresa considerada um dos principais alvos da operação Boca Livre.

Leo Rodriguez se apresenta em casamento (Foto: Instagram / Reprodução)Leo Rodriguez se apresenta em casamento (Foto: Instagram / Reprodução)
Comunicado de Leo Rodriguez na web (Foto: Reprodução/Facebook)Comunicado de Leo Rodriguez na web (Foto: Reprodução/Facebook)

 


Fonte: Ego.globo.com

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook