Últimas

Livros religiosos não sofrem com a crise do setor editorial


Enquanto a produção de literatura caiu, os livros religiosos tiveram alta de mais de 3%

por
Leiliane Roberta Lopes



Livros religiosos não sofrem com a crise do setor editorial

Um estudo realizado pela Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe) para a Câmara Brasileira do Livro (CBL) e para o Sindicato Nacional dos Editores de Livros (SNEL) mostra que títulos religiosos estão em alta entre os leitores brasileiros.

Em 2015, data da pesquisa, 19,62% dos livros produzidos no Brasil fazem parte do nicho religioso que se tornou a segunda categoria com mais livros fabricados, perdendo apenas para os livros didáticos.

Em relação a 2014, os títulos religiosos cresceram mais de 3% em um cenário que vive certa retração. A literatura adulta, por exemplo, perdeu espaço em 2015 ficando com 7,08% dos livros produzidos enquanto que no ano anterior o número era de 9,67% do mercado editorial.

Já o mercado infantil, a perda é ainda menor, 25 milhões de unidades a menos produzidas se compararmos com os dados de 2014 quando o nicho representava 7,43% do mercado e em 2015 representou apenas 2,58%.

O mercado está encolhendo como vemos pelos dados publicados nesse estudo que mostram uma diminuição de 12,63% no setor. Entre os livros fabricados a queda é de 10,87% e entre os comercializados é de 10,65% comparando os dados de 2014 com os de 2015.

Os dados desse estudo estão de acordo com a pesquisa Retratos da Leitura no Brasil que mostrou que a Bíblia é o livro mais lido pelos brasileiros.



Fonte: Gospelprime.com.br

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook