Últimas

Liziane Gutierrez diz ter levado pedrada de gelo e registra agressão

Modelo contou nas redes sociais que teve o camarote da boate invadido por homens que a assediavam ela e suas amigas.

Liziane Gutierrez (Foto: Arquivo pessoal / Divulgação)Liziane Gutierrez  ao chegar na boate, à esquerda, e depois da pedrada, segundo ela (Foto: Arquivo pessoal / Divulgação)

 

Liziane Gutierrez disse ter se envolvido numa briga na boate Pink Elephant, na Barra da Tijuca, na Zona Oeste do Rio, na noite de sábado, 4. Segundo a modelo contou nas redes sociais, ela levou uma pedrada de gelo no rosto quando homens tentaram invadir o camarote da casa noturna onde ela estava com amigas. De acordo com ela, Liziane havia pago R$ 1.500 para poder desfrutar o espaço. A agressão foi registrada por ela na 16º DP, na Barra da Tijuca, Zona Oeste do Rio.

Liziane contou no post que aquela era uma noite de despedida, uma  vez que a modelo mora nos Estados Unidos e estava de partida para lá. “Não era mesmo dessa forma que eu gostaria de passar meus últimos dia no Brasil; indo para a delegacia e agora no IML fazer exame de corpo de delito. Pagar R$ 1.500 pra ter um espaco para você e sua amigas e este mesmo espaco ser invadido por outras pessoas, por diversas vezes. Esse foi só o início do despreparo do estabelecimento. Para nao estragar a minha diversão, nem das minhas amigas, pagamos a parte um seguranca da casa para ficar bem na entrada do nosso camarote, o que não adiantou! Homens entrando no nosso espaco, assediando a todas nós! Pode parecer incrível para muita gente (inclusive para o gerente da boate) que três mulheres queiram se divertir entre elas, sem necessariamente precisarem de alguém do sexo masculino ali. Quando o segurançaa viu que realmente estava ficando constrangedor, resolveu chamar o gerente que, por sua vez, presenciou por diversas vezes um dos convidados da área ao lado invadindo o nosso camarote a e nos assediando de forma grosseira. Segundo este gerente, ele não poderia fazer nada, pois, aquele era um cliente muito importante da casa. No final, prestes a ir embora, me jogam (não vou culpar ninguém sem ter absoluta certeza, por isso espero pelas imagens das câmeras de seguranca), um pedregulho de gelo que acertou entre a minha boca e meu queixo, o que causou inchaço, e muito dor. Fui reclamarr e pedir assistência, e, mais uma vez, em tom de deboche, escutei desse mesmo gerente a seguinte frase: ‘Amanhã isso está melhor!’. Realmente não está tão dolorido, apesar de continuar bem inchado, mas o pior não é a agressão fíisica, mas, sim, a agressão moral, a humilhação e a falta de preparo das pessoas em lidar com situações desse tipo.”

Liziane Gutiérrez (Foto: Reprodução/Instagram)Liziane Gutiérrez (Foto: Reprodução/Instagram)

 

 

 

 


Fonte: Ego.globo.com

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook