Últimas

Luan: xodó vascaíno e único ‘carioca’ da Seleção Olímpica

O defensor mostra habilidades em sua função principal, mas também mostrou grande evolução na construção e conclusão das jogadas

É incrível como no futebol as coisas podem mudar de uma hora para a outra. Talvez por causa disso, pelas semelhanças tão próximas com a vida em si, seja o esporte mais popular do mundo. Na última terça-feira (28), o Vasco foi derrotado por 2 a 1 para o Paraná e Luan deixou o campo sentindo uma contratura na região lombar. Um dia depois, motivos de sobra para sorrir. Afinal de contas, estava convocado para a Seleção Olímpica que vai buscar o ouro inédito no Rio de Janeiro.

Luan, aliás, é o único representante de um clube carioca no selecionado do técnico Rogério Micale. Aos 23 anos, e com uma história que já tem uma década entre categorias de base e time profissional do Vasco, o zagueiro fez questão de não esconder a felicidade com a oportunidade. Muito merecida, aliás.

“Fico até sem palavras. Eu sou um cara muito tranquilo, mas hoje eu estou bem emocionado. Mas já chorei demais ali dentro do vestiário, tenho que curtir agora”, disse o jovem valor cruzmaltino, que agradeceu familiares e companheiros de time, além do técnico Jorginho e do presidente do clube, Eurico Miranda. “É um sonho de moleque. Hoje estou realizando um sonho. Muito feliz. Vamos em busca desse ouro inédito”, completou.

Luan estreou profissionalmente com a camisa do Gigante da Colina muito cedo, ainda em 2012. Só que foi no ano passado que passou a ser uma figura constante na equipe. Foi um dos únicos pontos positivos do clube na temporada que culminou no rebaixamento para a segunda divisão. Assim como todo o time, mostrou notável evolução após o trabalho de Jorginho. É visto, por torcedores e analistas, como uma das figuras mais importantes do Vasco da Gama.

E isso ficou muito claro na sua última participação com a Cruz de Malta ao peito. Antes de deixar o campo lesionado, a partida contra o Paraná estava empatada em 1 a 1 – sendo que o gol dos paranistas foi contra, anotado por Jorge Henrique. No final do jogo, uma trapalhada defensiva ocasionou o tento de virada dos visitantes.

Mas, apesar de ser a sua função principal, não é apenas na defesa que Luan mostra a sua habilidade. Jogando sempre pelo lado direito da zaga, é o 17º jogador de toda a Série B que mais acerta passes (432). Em São Januário, somente o lateral Julio Cesar está na sua frente neste quesito. Só que Luan também é importante em outras fases do jogo.


GOALVEJA TAMBÉM: GOAL
A melhor seleção da história | 14 anos do Penta! | R10, Damião… relembre as últimas seleções olímpicas!


A habilidade com os pés o ajuda a começar, lá atrás, o trabalho de transição da defesa para o ataque. Luan tem habilidade para driblar, sobe até a linha do meio de campo com segurança e faz bons lançamentos. Para completar, é vice-artilheiro do time nesta Série B com os mesmos 3 gols anotados por Andrezinho. Quando a equipe tem alguma chance na bola parada, o camisa 4 é um perigo constante aos adversários: sobe bem de cabeça e tem um potente chute na perna direita.

Hoje, nenhum jogador da base cruzmaltina anima tanto o torcedor quanto o zagueiro. E, apesar da idade, Luan vem acumulando experiências importantes: sejam as derrotas – como o fatídico rebaixamento de 2015 – ou vitórias – como os últimos dois Campeonatos Cariocas. Com a Seleção Brasileira de base, foi capitão no Pan-Americano de 2015. Nas Olimpíadas de 2016, o torcedor do Vasco poderá bater no peito com orgulho ao vê-lo em campo… e os torcedores do Brasil terão o prazer de torcer por ele.


Fonte: Goal.com

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook