Últimas

Mariana Ximenes sobre papel no cinema: 'Mulher precisa ser respeitada'

Mariana Ximenes (Foto: Anderson Borde/Agnews)Mariana Ximenes (Foto: Anderson Borde/Agnews)

Mariana Ximenes voltou às telonas em “Uma loucura de mulher”, em que ela interpreta uma ex-bailarina, Lúcia, que desiste de seus sonhos para acompanhar a carreira política do marido, Gero, interpretado por Bruno Garcia. “Uma mulher que começa ‘bela, recatada e do lar’ sendo esposa de um político, mas diante de um ato de falta de respeito do marido ela questiona sua relação e decide ir em busca dos seus sonhos”, explica a atriz, em conversa exclusiva com o EGO.

Para Mariana, o filme vai cativar o público por sua história com humor, leveza e graça. “O elenco é uma delícia: Sérgio Guizé, Miá Mello, Bruno Garcia, Guida Vianna. Além das locações lindas em Brasília e Rio de Janeiro. Um embarque no gênero de comédia romântica”, completou ela.

‘Para relação dar certo é necessário respeitar sua individualidade’
Mariana, que está namorando o empresário italiano Filippo Cattaneo, é discreta quanto à sua vida pessoal. Porém, ela se mostra uma mulher forte e de atitude ao comentar sobre sua personagem no filme, que, segundo ela, pode servir como exemplo.

“Para uma relação dar certo é necessário respeitar a sua individualidade. É claro que no dia a dia os dois têm que ceder um pouco, ter jogo de cintura e tolerância. Mas tudo tem limite, se você estiver triste porque está abrindo mão de sua vida, como a Lúcia, minha personagem no filme, daí tem que dar uma chacoalhada! A mulher precisa ser valorizada e respeitada, sim”, declarou ela.

Mariana Ximenes em 'Uma loucura de mulher' (Foto: Reprodução/Divulgação)Mariana Ximenes em ‘Uma loucura de mulher’
(Foto: Reprodução/Divulgação)

Último trabalho de Luiz Carlos Miele
No longa, Mariana atua com Luiz Carlos Miele, que faleceu em outubro de 2015, por conta de um mal súbito. “Foi o último trabalho dele”, lembrou ela, que teve uma cena de dança com o ator: “Foi um barato poder dançar com esse gentleman (cavalheiro) que era o Miele. Galanteador, figura adorável que nos divertia com suas histórias mirabolantes durante as madrugadas de filmagem”.

‘Precisamos expandir os gêneros’
Mariana também é produtora associada do longa – este é o terceiro filme que ela produz – e falou como se deu o processo. “Produzir é uma maneira que eu encontrei de viabilizar projetos. Além de gostar de me envolver em todos os processos de elaboração de um filme. Desde a sua concepção até o lançamento. É como um casamento, na alegria e na tristeza, na saúde e na doença”, contou.

Mariana Ximenes como Tancinha em Haja o Coração (Foto: Globo)Mariana Ximenes como Tancinha em ‘Haja o Coração’
(Foto: Globo)

Sobre o cinema nacional, ela é bastante otimista. “Está crescendo cada vez mais, isso é uma alegria. Penso que precisamos expandir os gêneros, ousar, experimentar e nos aperfeiçoar sempre. E o público também está se habituando a ir assistir. Quanto mais a gente produz, mais a gente aprende”, declarou.

‘Haja coração’
Mariana, claro, não poderia deixar de falar de sua personagem, Tancinha, em “Haja coração”. “Estou muito feliz. A Tancinha é afeto puro e muito divertida! Além de ser bem brasileira no sentido que é uma guerreira, batalha pela vida, é simples e tem uma imensa alegria de viver”, afirmou ela, que é só alegria com o papel: “Estou amando dar vida a ela porque essa energia me contagia”.

Mariana Ximenes e Bruno Garcia  (Foto: Roberto Teixeira / ego)Mariana Ximenes e Bruno Garcia, na pré-estreia de ‘Uma loucura de mulher’ (Foto: Roberto Teixeira / ego)

 


Fonte: Ego.globo.com

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook