Últimas

'Muhammad Ali era meu amigo, meu ídolo, meu herói', diz Pelé

Pelé, 75, se despediu do “amigo, ídolo e herói” Muhammad Ali, 74, dizendo que a perda lhe traz uma “tristeza enorme”.

“O universo do esporte sofre uma grande perda. Muhammad Ali era meu amigo, meu ídolo, meu herói. Passamos muitos momentos juntos e sempre mantivemos contatos todos esses anos. A tristeza é enorme. Desejo que ele descanse junto a Deus. Amor e força à sua família”, afirmou Pelé, contemporâneo do boxeador em suas grandes conquistas esportivas, nas década de 60 e 70.

O ex-boxeador americano morreu após internação em um hospital de Phoenix, nos Estados Unidos, por problemas respiratórios. A morte foi anunciada na madrugada (de Brasília) deste sábado (4). Seu porta-voz, Bob Gunnell, anunciou na quinta (2) que o ex-atleta estava hospitalizado.

Ali foi campeão olímpico, participou da “Luta do Século” original, venceu o combate mais famoso da história, foi o primeiro tricampeão mundial dos pesados, dominou o boxe no período mais competitivo entre os grandalhões dos ringues e se tornou a primeira estrela globalizada do esporte, com duelos em países do Terceiro Mundo.

Poderia ter conquistado mais como atleta, muito mais, não tivesse sido forçado a ficar inativo durante mais de três dos anos mais produtivos da carreira de um esportista. Mas, graças a esse sacrifício, transcendeu o esporte e influenciou a sociedade americana em questões sociais, políticas e religiosas.

Veja o vídeo


Fonte: Folha.com.br

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *