Últimas

Novo esquema dá terceira vitória ao Corinthians no Brasileiro

Em um jogo de ataque contra defesa, o Corinthians conseguiu vencer o Santos em Itaquera na noite desta quarta-feira (1º) pelo Brasileiro.

O resultado de 1 a 0, gol de Giovanni Augusto aos 36 min do segundo tempo, garantiu a invencibilidade do novo sistema tático de Tite, o 4-4-2.

Esse é o terceiro confronto seguido que o time vence (antes bateu Ponte Preta e Sport), os três com o novo esquema, que tem Guilherme e Luciano mais avançados, Cristian e Bruno Henrique formando a dupla de volantes e Giovanni Augusto e Marquinhos Gabriel atuando pelos lados.

A defesa, formada por Vilson e Felipe na zaga e com Walter no lugar de Cássio, ainda não sofreu nenhum gol.

A vitória ainda manteve sequência de 26 jogos invictos em casa: são nove meses sem perder na arena, que teve torcida única nesta quarta.

A equipe atingiu dez pontos e subiu para a terceira colocação. Já o Santos, que não havia vencido as últimas duas partidas (empate com o Figueirense e derrota para o Inter, a primeira em casa após 29 jogos), continuou com quatro pontos, a três posições da zona do rebaixamento.

O Corinthians volta a campo no sábado (4), de novo em Itaquera, às 20h30, contra o Coritiba, enquanto o Santos pega o Botafogo no Pacaembu às 11h do dia seguinte.

Veja vídeo

O JOGO

Sem Gabriel na seleção e Ricardo Oliveira, lesionado, o Santos entrou sem atacantes, em um esquema nunca antes utilizado por Dorival Júnior -no segundo tempo, ele colocou Joel e Maxi Rolón.

Com jogadas pelos lados do campo, com muitos cruzamentos, o time de Tite teve várias chances de abrir o placar ainda antes do intervalo, mas o goleiro Vanderlei impediu que a bola entrasse.

“Foi um jogo de paciência. A bola parada era fundamental nesse jogo”, definiu o zagueiro Felipe. “Temos de manter o foco nos jogos, a equipe está crescendo.”

O Santos praticamente não chegou ao gol de Walter durante os 90 minutos. Quando tomava a bola, rapidamente ela voltava para os rivais.

O volante Cristian, que amargou o banco de reservas durante meses, teve boa atuação, ajudando a desarmar os poucos momentos de posse dos rivais. Chegou até a arriscar chutes de longa distância.

Com a dificuldade para furar o bloqueio do Santos, Tite fez três mudanças depois do intervalo, sem mudar o esquema tático: tirou Marquinhos Gabriel para colocar Lucca, Bruno Henrique deu lugar a Rodriguinho e Luciano saiu para entrar André, que, desta vez, não foi vaiado pela torcida ao entrar, como ocorrera na vitória sobre a Ponte Preta em Campinas.

Em um cruzamento de Guilherme e desvios de cabeça de Felipe e Cristian, a bola sobrou para Giovanni Augusto matar no peito e chutar.


Fonte: Folha.com.br

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *