O choro de alívio e pressão de Richarlison

Atacante se emocionou após decidir o clássico, e demonstra que está sentindo a pressão de substituir Fred



ANÁLISE


Alívio? Pressão? Redenção? Após 10 jogos oficiais com a camisa do Fluminense, Richarlison enfim balançou as redes e de quebra ainda garantiu a vitória sobre o Flamengo por 2 a 1, neste domingo (26), em Natal.

Demonstrando a calma de um jogador experiente, Richarlison aproveitou a falha de Rafael Vaz, tirou de Alex Muralha com categoria, e mandou para o fundo das redes. Na sequêcia, chora e é abraçado pelos seus companheiros.

“Durante a semana, eu falei com minha família e com meus amigos que ia marcar meu primeiro gol no clássico. Deus me honrou com esse gol maravilhoso. Tenho que agradecer a Deus e a minha família. Passou um filme pela minha cabeça depois de tudo que aconteceu”, disse o jogador.

E o filme que Richarlison se refere é longo e com momentos dolorosos. Depois de ter fraturado um dedo do pé esquerdo no começo da temporada, ter tido chances, principalmente após a saída de Fred, e logo depois ter virado reserva, ele vive um recomeço nas Laranjeiras.

O gol sem dúvida é importantíssimo para o jogador. No entanto, o choro externa muito mais do que a emoção sentida. A pressão existe e ele terá que saber lidar com isso.

A confiança depositada em Richarlison foi intensa após a saída de Fred. No primeiro momento ele não correspondeu e Magno Alves acabou suprindo essa situação momentaneamente.  Esse choro além de tudo, esboça bem a tensão e o nivel de cobrança que vem sofrendo.

Ele é um garoto promissor, tem futebol e não precisa se cobrar tanto. As coisas vão acontecer naturalmente. Basta ter paciência.


Fonte: Goal.com

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook