Onça é morta em local que recebeu cerimônia da tocha olímpica nesta segunda

Uma onça precisou ser morta, nesta segunda-feira (20), no zoológico do Centro de Instrução de Guerra na Selva (CIGS), do Comando Militar da Amazônia (CMA), depois de avançar na direção de um militar.

O caso aconteceu no mesmo local que recebeu uma cerimônia da tocha olímpica, na manhã desta segunda, inclusive com a participação de uma onça. 

De acordo com o portal de notícias “D24am”, o CMA disse que se trata do mesmo animal, chamado de Juma, que esteve no revezamento da tocha olímpica. A assessoria do comando militar, em uma nota enviada à imprensa, no entanto, não confirmou que a espécie abatida é a mesma que participou do evento.

De acordo com o comunicado, a onça havia escapado da jaula e precisou de uma equipe de veterinários especializados para tentar recapturá-la. O animal foi atingido por um tranquilizante, mas mesmo assim seguiu na direção de um militar e precisou ser morto com um tiro.

O CIGS já determinou a abertura de um processo administrativo para saber como a onça escapou. O zoológico, que é aberto para visitantes ao longo do dia, estava fechado e vazio no momento do incidente.

polêmica

No começo do mês de maio, um gorila precisou ser morto em um zoológico dos EUA depois de agarrar um menino que havia entrado em sua jaula, gerando polêmica nas redes sociais sobre a necessidade de sacrificar o animal.

Onça do zoológico do Centro de Instrução de Guerra na Selva (CIGS), do Comando Militar da Amazônia (CMA)

Onça do zoológico do Centro de Instrução de Guerra na Selva (CIGS), do Comando Militar da Amazônia (CMA)
Reprodução/Facebook/CIGS-Centro de Instrução de Guerra na Selva


Fonte: Folha.com.br

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook