Últimas

Opinião: Bonucci é o novo melhor zagueiro do mundo

Pep Guardiola é um admirador de longa data do defensor da Juventus, que mostrou sua excelência na abertura da Euro 2016

Foi enquanto ainda comandava o Bayern de Munique, na derrota por 2 a 0 nas oitavas de final da Champions League para a Juventus, em Turim, que Pep Guardiola fez uma admissão interessante: “Você realmente acha que poderíamos vir aqui e esperar dominar os 90 minutos? Enfrentamos uma equipe que tem Pogba, Mandzukic, Morata, Buffon e Bonucci – que é um dos meus jogadores favoritos de todos os tempos.”

Essa revelação veio como uma surpresa para muitos. O homem que é sinônimo de futebol de ataque demonstrou admiração a um defensor com um elogio muito especial. No entanto, quem acompanha o dia a dia da Juventus não está nem um pouco surpreso. A Serie A pode não ser a melhor liga do mundo, mas ainda é capaz de produzir os melhores treinadores e, sem dúvida, os melhores defensores. Além disso, Bonucci é abençoado com uma visão e uma capacidade futebolística natural que é raro no futebol moderno. Ele é, por muitos motivos, o zagueiro ideal de Guardiola.


(Foto: Getty Images)

Em nenhum lugar isso melhor sublinhado que em Lyon na segunda-feira, 14. Pegando a bola no círculo central, ele viu seu companheiro Emanuele Giaccherini correr por trás da linha de defesa belga e fez um impressionante passe de 50 metros que caiu bem exatamente no pé bom do meio-campista. O gol que abriu o placar saiu e tudo começou nos pés de Bonucci da parte de trás. Na zona mista, Giaccherini disse que o passe foi “perfeito”.

No entanto, o começo de Bonucci não foi nada impecável. Depois de sair das categorias de base da Inter, o jovem zagueiro foi considerado o um “para-raios” de erros, suscetível a falhas que custavam sua concentração. Como resultado, depois de alguns empréstimos a equipes inferiores, com Treviso e Pisa, ele foi vendido ao Genoa e repassado prontamente ao Bari. E foi neste período no Stadio San Nicola que o atleta conheceu o treinador mais importante de sua carreira: Giampiero Ventura.

“Ele me melhorou como jogador e como homem”, explicou o zagueiro em 2014. 


GOALLEIA MAIS: GOAL
Cartoon do dia | Juve aumenta preço por Pogba | Itália 2 x 0 Bélgica


“Cheguei em Pisa na quarta-feira e eu já estava em campo no domingo; Ventura me jogou direto no time e isso não é uma coisa fácil de se fazer porque cada equipe tem sua própria maneira de jogar. Mas ele me deixou à vontade imediatamente e, ao final do nosso primeiro jogo, ele me elogiou muito. A partir daí, comecei a ficar mais com a bola, procurar os passes de maior risco e este foi o segredo dessa relação entre mim e Ventura.”

Bonucci teve uma temporada de estreia impressionante no Bari, formando uma dupla de defesa formidável com o jovem companheiro Andrea Ranocchia. Ele se arriscou mais e cometia menos erros. E sua grande ascensão chamou a atenção da Juve, que pagou € 15,5 milhões no início da temporada 2010/2011.

Em Turim, Bonucci jogou quase todas as rodadas, mas ainda lutava para repetir o desempenho que também despertou interesse de Manchester United e Arsenal na temporada anterior. No entanto, mais uma vez, a influência de um treinador se revelaria decisivo na manutenção da sua curva de crescimento.


(Foto: Getty Images)

No final de uma campanha decepcionante em 2010/2011, quando a Velha Senhora terminou apenas em sétimo no Campeonato Italiano, o clube substituiu Gigi Delneri por Antonio Conte. O ex-jogador da seleção local imediatamente introduziu um 3-5-2, colocando Bonucci na posição central da linha de defesa, ao lado de Andrea Barzagli e Giorgio Chiellini.
Foi essa mudança que lançou a base para os três Scudettos sucessivos sob seu comando. Com Chiellini e Barzagli plantados atrás, Bonucci tem a possibilidade de jogar mais com a bola, se arriscando para frente. Na verdade, a calma do defensor na posse da bola e a impressionante variedade de passes oferecem uma alternativa importante um time.

Só que Bonucci não está lá apenas pelo desempenho com a bola nos pés. Ele também oferece bravura, sempre disposto qualquer parte do corpo para manter sem perigo o gol de Gianluigi Buffon. De fato, seu status de lenda só foi reforçada depois de um incidente em 2012, no qual ele, a esposa e filho recém nascido foram rendidos por um assaltante armado. O pretenso ladrão exigiu o relógio do italiano e Bonucci respondeu com um soco no rosto e saiu correndo atrás do assaltante.

“Foi questão de segundos. Veio de uma reação instintiva e certamente não foi uma tentativa de ser um super-herói dos cinemas!”, explicou depois nas redes sociais.


(Foto: Alex Livesey/Getty Images)

Ainda assim, para Juve e Itália, Bonucci tornou-se um homem de liderança com o bom hábito de roubar o protagonismo, como fez na dramática vitória sobre a Roma em outubro de 2014. E ele foi a estrela do show, mais uma vez, na vitória por 2 a 0 da Itália sobre a Bélgica, produzindo uma performance inspirada na zaga da Azzurri, totalmente formada por jogadores da Juventus, que culminou com a sua sublime assistência para o primeiro gol. Não há realmente nenhum outro defensor central que desarmes e passes com tanta precisão.

“Sempre tentei esse tipo de bola e repetir regularmente conduz a uma melhoria. Como fiz isso algumas vezes na Juventus, agora posso fazer pela Itália”, disse na coletiva após a vitória. Em outras palavras, a prática leva a perfeição, como a carreira de Bonucci tão brilhantemente ilustra.


Fonte: Goal.com

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook