Últimas

Ouro em Londres-2012, velocista jamaicano afirma que está com zika

O velocista jamaicano Kemar Bailey-Cole afirmou ao jornal “The Gleaner”, de seu pas, que est em tratamento contra o vrus da zika. O atleta, que conquistou a medalha de ouro em Londres-2012 no revezamento 4×100 m ao lado de Usain Bolt, teme que a doena afete sua preparao para os Jogos Olmpicos do Rio.

Anja Niedringhaus/Associated Press
Jamaica's Usain Bolt, center, crosses the finish line to win gold ahead of USA's Justin Gatlin, right, and Jamaica's Kemar Bailey-Cole in the Men's 100-meter final at the World Athletics Championships in the Luzhniki stadium in Moscow, Russia, Sunday, Aug. 11, 2013. (AP Photo/Anja Niedringhaus) ORG XMIT: WTF239
Jamaicanos Kemar Bailey-Cole ( esquerda), Usain Bolt (centro), e o americano Justin Gatlin na final dos 100 metros do Campeonato Mundial de Atletismo, em 2013

“Eu no sabia que estava doente at cortar o cabelo. Depois de limpar o pescoo, minha namorada percebeu uma mancha. Para resumir, eu no sabia que tinha o vrus e estava treinando com ele h trs dias”, contou ao jornal.

O vrus da zika tem sido uma grande preocupao de esportistas que vo disputar a Olimpada do Rio de Janeiro. No golfe, seis atletas j desistiram da disputa devido doena.

Bailey-Cole deve disputar, na prxima semana, as eliminatrias nacionais para a Olimpada contra Usain Bolt, Asafa Powell, Yohan Blake e Nickel Ashmeade.

“Eu estou um pouco preocupado (com a preparao), mas eu no vou deixar isso me afetar. Estou rezando para conseguir a fora para me levar pelas etapas”.

“A recuperao no foi fcil porque as manchas ainda esto no meu corpo. Meus olhos doem, mas a melhor parte que eu no estou sentindo nenhuma dor muscular no momento”.

Antes, porm, o velocista teve dores nas costas e nos msculos, mas achava que eram apenas efeitos do treinamento.

“Eu vou para as eliminatrias mentalizando que estou saudvel e pronto”.

No ano passado, o jamaicano deixou de disputar provas para se recuperar de chikungunya, doena tambm transmitida pelo mosquito Aedes aegypti.


Fonte: Folha.com.br

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook