Últimas

Painel FC: Governo federal trocará funcionários ligados ao PT de instituição que coordena ações da Rio-2016

O Ministério do Esporte fará mudanças nos quadros da APO (Autoridade Pública Olímpica) a pouco mais de um mês da Rio-2016.

Haverá alteração de funcionários em todas as diretorias, com a saída da instituição daqueles filiados ao PT, partido da presidente afastada Dilma Rousseff.

O presidente da APO, Marcelo Pedroso, e indicado na gestão Dilma, deverá ser mantido por ser considerado um executivo com perfil técnico e com bom trânsito com o prefeito do Rio, Eduardo Paes, com o presidente da EOM (Empresa Olímpica Municipal), Joaquim Monteiro Carvalho, e com o governo estadual do Rio.

A APO coordena as ações governamentais para o planejamento e a entrega das obras e dos serviços necessários à realização dos Jogos Olímpicos no Rio.

Há a possibilidade também de o governo do presidente interino Michel Temer mudar seu representante no Conselho Público Olímpico, posto ocupado hoje pela empresária Luiza Trajano, indicada por Dilma Rousseff.

O conselho é a instância máxima da APO e tem representantes dos governos federal, estadual e municipal (do Rio).


Fonte: Folha.com.br

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook