Últimas

Painel FC: Ministério da Cultura liberou apenas 13% da verba destinada aos eventos relacionados à Rio-2016

Dos R$ 85 milhões que o Ministério da Cultura anunciou de investimento à programação da Rio-2016, até esta sexta (24) somente R$ 11,7 milhões foram empenhados, pouco mais de 13%.

Houve problema, por exemplo, em investimento de pouco mais de R$ 10 milhões previsto pela Funarte (Fundação Nacional de Artes) a um único projeto, que incluía realização de obras estruturais em equipamentos sob custódia privada. Segundo o Minc, havia insegurança jurídica e o projeto está sendo reavaliado.

Atraso. O Minc informou que houve atraso no planejamento e no cronograma de realizações em parte porque a maioria das atividades vai ocorrer nos meses de agosto e setembro, quando serão realizados os Jogos Olímpicos e os Paraolímpicos.

Projetos.  O total destinado pelo Minc à programação cultural da Rio-2016 servirá a eventos de artes cênicas, música e artes plásticas, sempre relacionados às principais modalidades dos Jogos.

Disputa. O departamento de marketing do São Paulo, principalmente o diretor Vinicius Pinotti, se irritou com afirmação em rede social do ex-dirigente da pasta Ruy Barbosa de que o clube fechou parceria com a chinesa Hisense. O clube nega.

Outro lado. Barbosa admitiu que não deveria ter se pronunciado, à coluna pediu desculpa ao clube, mas afirmou que “se não conversou, o São Paulo deveria ter conversado com a Hisense”.

Defesa. Miranda vai perder espaço com Tite na seleção brasileira. A tendência, hoje, é que a dupla de zaga titular contra o Equador, em setembro, na estreia do técnico, seja Thiago Silva e Gil.

Tarja. Fernando Prass é favorito a ser o goleiro titular no início do trabalho de Tite, e até o capitão. O goleiro tem fama de bom líder.

Saída. Para ter Gabriel Jesus até o fim do Brasileiro, o Palmeiras prometeu a ele não criar empecilho se chegar oferta em janeiro de 2017.

Oscar. O técnico Joel Santana, que está sem clube desde 2014 quando deixou o Vasco, entregará um dos 13 prêmios no prêmio Risadaria, o “Oscar” da comédia nacional, em evento no dia 30 de junho, em São Paulo.

Humorista. Ele foi escolhido por ter virado garoto-propaganda de empresas usando sua pouca aptidão com o inglês para fazer graça em comerciais.


Fonte: Folha.com.br

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook