Últimas

Palmeiras interrompe negociações com Globo e Turner por Brasileiro

Único clube da Série A que ainda não fechou contrato pelos direitos de transmissão em TV fechada do Brasileiro a partir de 2019, o Palmeiras atualmente não conversa mais com o Grupo Globo nem com o Esporte Interativo sobre o tema. As negociações entre o time e as emissoras estacionaram e não têm data prevista para retornarem.

“Seguimos com a nossa parceria, já que temos contrato até 2018, inclusive com outros clubes que não nos cederam os direitos de TV paga a partir de 2019. Por ora não estamos mais conversando com o Palmeiras sobre renovação futura e sim focando no presente”, diz à Folha Pedro Garcia, diretor de direitos esportivos do Grupo Globo.

A reportagem apurou que as negociações com o Esporte Interativo também seguem suspensas.

Oficialmente, a emissora pertencente à multinacional Turner não quis se manifestar sobre o tema. Em abril, o então vice-presidente de conteúdo esportivo do canal, Edgar Diniz, disse que fechar com o Palmeiras seria a “chave de ouro.”

Com suas finanças equilibradas, o Palmeiras levou as tratativas sem pressa, já que não precisava de adiantamentos ou luvas como alguns rivais endividados. Desde o princípio das negociações, o presidente Paulo Nobre tinha em mente fechar um acordo apenas se aparecesse alguma proposta irrecusável.

Como os valores não chegaram ao patamar esperado e não devem subir significativamente, já que todos os outros acordos servirão como termo de comparação, é possível que o atual mandatário deixe para seu sucessor a decisão de fechar o contrato.

Segundo a Folha apurou, caso chegue-se a um acordo e qualquer valor da negociação seja oferecido ao Palmeiras em 2016, a intenção de Nobre é aplicar o dinheiro para que o próximo presidente do clube possa fazer uso das quantias integralmente e com juros.

Em entrevistas, Nobre já disse ter trabalhado com apenas 25% da receita total em seu primeiro ano de mandato, 2013. Isso porque o seu antecessor Arnaldo Tirone antecipou receitas quando esteve na presidência do clube.

O Grupo Globo chegou a acerto com 19 clubes, 14 deles atualmente na Série A. O Esporte Interativo tem acordos com 15 times. O Santa Cruz diz que assinou apenas pré-contrato com o Esporte Interativo, o qual vai romper. A emissora argumenta que o contrato é válido. O Figueirense afirma que tem acordo com o Grupo Globo, ao passo que o Esporte Interativo diz que a agremiação catarinense também tem contrato com ela.

DISPUTA DAS TVS – Negociações pelo direito de transmissão em TV fechada a partir de 2019


Fonte: Folha.com.br

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook