PF detalha relação de bens apreendidos na Operação Turbulência

A Polícia Federal divulgou nota com a relação dos bens apreendidos dentro da Operação Turbulência. A ação da PF foi deflagrada ontem contra um grupo que seria especializado em lavagem de dinheiro, em Pernambuco e Goiás, que teria movimentado mais de R$ 600 milhões desde 2010.

A investigação começou a partir da análise de movimentações financeiras suspeitas detectadas nas contas de algumas empresas envolvidas na aquisição da aeronave Cessna Citation PR-AFA. Esse avião transportava o ex-governador de Pernambuco e então candidato à Presidência da República, Eduardo Campos, em seu acidente fatal, ocorrido em agosto de 2014. Dezesseis dos 24 mandados de condução coercitiva e quatro dos cinco mandados de prisão expedidos pela Justiça foram cumpridos.

Abaixo você confere a lista com as apreensões realizadas:
– Documentos em geral;
– Cinco Discos Rígidos;
– Cinco Notebooks;
– R$ 149 mil reais em cheques;
– R$ 1,9 milhão em contratos;
– R$ 1.040,000.00 em Comprovantes de Transferência Eletrônica-TED;
– R$ 460 mil em recibos;
– R$ 60 mil em cheques;
– 17 celulares;
– R$ 30 mil em dinheiro;
– US$ 10 mil;
– 20 agendas;
– Três pendrives;
– Seis tablets;
– Extratos bancários;
– Escriturações;
– Planilhas fiscais;
– 45 relógios (Rolex, Diesel, Lacoste, Tissot, Taghever)
– Veículos: BMW, Land Rover, Porsche, Jeep, Toyota, Hilux, Audi, Range Rover, Evoque, Freelander/
– Uma espingarda calibre 12;
– Dois revólveres calibre 22;
– Um revólver calibre 38.

Todo o material passará por uma perícia técnica. A análise pode apontar outros envolvidos dentro da Operação Turbulência, o que desencadearia uma nova fase da investigação. Não há previsão de término das perícias.


Fonte: Diário de Pernambuco

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook