Últimas

PM é preso suspeito de chacina em Porto Alegre; ele seria pai e marido de vítimas

A Polícia Civil de Porto Alegre prendeu nesta quinta-feira, um policial militar da reserva suspeito de matar cinco pessoas da mesma família na capital. O homem, cujo nome não foi divulgado, tem laços com duas vítimas da chacina: é pai do bebê e marido da mulher mortos. O crime aconteceu na semana passada no bairro Jardim Itú-Sabará, na zona norte do município.

De acordo com o diretor do Departamento de Homicídios, delegado Paulo Grilo, o suspeito foi detido em Tubarão, em Santa Catarina. Em entrevista coletiva, o diretor reforçou que a prisão é temporária e não significa que ele seja o autor dos disparos. O nome do suspeito não foi divulgado.

A Polícia Civil trabalha com a hipótese de crime passional. O policial não aceitaria a paternidade e teria desavenças com a mulher, que tinha 32 anos e morreu com um tiro na cabeça.

A chacina ocorreu no dia 2 e chocou moradores do bairro. Os corpos foram encontrados por uma das filhas da moradora do local que foi acionada após os vizinhos avisarem que havia cheiro forte na residência. Foram encontrados, com marcas de tiros, uma idosa, o casal de filhos e dois netos. As vítimas foram identificadas como Lourdes Felipe, de 64 anos, os filhos Valmir Felipe, de 29, e Luciane Felipe, 32, e o neto João Pedro Felipe, 5, filho de Luciane, além do bebê. Segundo a polícia, o corpo do mais novo estava embaixo da mãe.


Fonte: Diário de Pernambuco

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook