Prass diz que Oswaldo de Oliveira foi fundamental para Gabriel Jesus

Após uma atuação de gala do Palmeiras contra o Figueirense, um dia após Fernando Prass e Gabriel Jesus serem convocados para a seleção olímpica, o goleiro falou sobre a atual situação do jovem atacante, autor de dois gols na vitória por 4 a 0.

Para Prass, o atacante já é uma realidade, mas atribuiu a boa fase a uma pessoa pouco comentada quando se fala sobre Gabriel Jesus: Oswaldo de Oliveira.

“Temos que dar méritos para o Oswaldo. O Oswaldo trabalhou, muito bem aquela ansiedade. Se fosse pela torcida e por alguns da imprensa, o Gabriel tinha que ser titular naquela época [quando surgiu]”, afirmou.

“O Oswaldo deu o tempo necessário para o Gabriel. Ele demorou para fazer o primeiro gol. As jogadas não fluíam, se via que ele estava ansioso”, completou.

Oswaldo de Oliveira era o técnico do Palmeiras quando Gabriel Jesus subiu para o profissional. O primeiro jogo do atacante foi em março do ano passado, contra o Bragantino.

“Ele estava passando do juvenil para o profissional. Jogou quatro jogos no juniores. Do juvenil para o juniores a diferença já é muita. Do juvenil para o profissional é praticamente outro esporte, pelo contato físico e a qualidade dos jogadores. Pelo que conheço do Gabriel, acho que ele vai evoluir muito ainda”, disse o goleiro.

Jesus também comentou sua fase, mas afirmou não estar satisfeito ainda.

“Eu fico muito feliz pelo meu momento, só que ainda não é o que eu quero. Eu quero mais, estou sempre buscando mais”, afirmou.

Sobre a convocação para a seleção olímpica demonstrou felicidade, mas, no discurso, preferiu lembrar que ainda tem jogos pelo Palmeiras antes da apresentação.

“Estou no Palmeiras e focado somente aqui. A partir do dia 18 eu vou estar focado na [seleção] olímpica. Eu não penso em seleção agora, fico muito feliz pela minha convocação, exalto a importância que tem, mas no momento meu foco é só Palmeiras”.


Fonte: Folha.com.br

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook