Últimas

Presidente do Palmeiras diz que ajudará em punição dos 'bandidos'

O presidente do Palmeiras, Paulo Nobre, afirmou nesta segunda-feira (6) que irá colaborar com o STJD na punição dos torcedores envolvidos na briga entre torcedores palmeirenses e flamenguistas durante a partida de domingo, em Brasília, válida pela sexta rodada do Campeonato Brasileiro.

“O clube, assim como acontece desde o início desta gestão, continuará a fazer tudo o que for possível para auxiliar as autoridades competentes a punir exemplarmente esses bandidos e colaborará com STJD e poder público para que esses elementos sejam banidos de forma definitiva do nosso futebol”, afirmou Nobre à Folha.

Segundo a Polícia Civil do Distrito Federal, 21 torcedores do Palmeiras foram detidos após confronto. De acordo com a Polícia Militar, os palmirenses deixaram o seu local reservado na arquibancada e saíram correndo em direção a torcida da equipe carioca. Seguranças ainda tentaram conter o avanço dos torcedores, mas não conseguiram.

“O Palmeiras repudia veementemente os atos praticados por vândalos travestidos de torcedores na tarde de ontem, no Mané Garrincha”, disse.

A relação entre o presidente e as organizadas nunca foi das melhores. Em 2013, o time perdeu para o Tigre, na Argentina, e torcedores arremessaram objetos nos jogadores ainda no aeroporto.

Desde então, Paulo Nobre cortou as relações com os organizados e vive em conflito com os torcedores.


Fonte: Folha.com.br

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook