Processo de naturalização avança, e armênio pode defender o Brasil

O lutador armnio Eduard Soghomonyan, 26, teve seu processo de naturalizao aprovado pelo Ministrio da Justia nesta quinta-feira (2) e poder defender o Brasil nos Jogos Olmpicos do Rio.

Soghomonyan, 11 colocado do ranking mundial na categoria at 130 kg da luta greco-romana, aguardava uma autorizao do rgo para continuar a etapa final de sua naturalizao –necessria para que o COI (Comit Olmpico Internacional) autorize a sua participao nos Jogos pelo Brasil.

“Quando me disseram que eu tinha conseguido, sa correndo e gritando pela rua. Foi uma emoo muito grande. Todos aqui em casa ficaram muito felizes”, disse Soghomonyan, que mora na zona norte de So Paulo.

Nesta sexta (3), ele dever ir para a sede da Polcia Federal para resolver os ltimos trmites burocrticos e providenciar seu passaporte brasileiro.

Para garantir presena na Olimpada, o titular da seleo brasileira ter de disputar uma seletiva contra Antoine Jaoude, 39, que ficou em segundo lugar em seletiva olmpica realizada nos EUA e garantiu a vaga para o Brasil –ele substituiu Soghomonyan, que estava com zika, e no pde disputar a competio.

At por isso, o lutador tenta segurar o entusiasmo.

“No tem tempo para comemorar. Preciso me preparar, porque isso foi s o comeo”, disse Soghomonyan, que no prximo dia 8 deve viajar com a seleo para um torneio preparatrio em Cuba.

A CBLA (Confederao Brasileira de Lutas Associadas), no entanto, tenta garantir os dois lutadores nos Jogos Olmpicos.

A entidade conversa com a confederao internacional para ganhar vagas por convite. Caso consiga com uma vaga na luta estilo livre, especialidade de Antoine Jaoude, a seletiva ser cancelada e os dois lutadores estaro garantidos nos Jogos.

Adriano Vizoni/Folhapress
Retrato do lutador de Wrestling Eduard Soghomonyan, de origem arm
Eduard Soghomonyan, de origem armnia e que tenta se naturalizar brasileiro

LIGAO COM O BRASIL

O primeiro contato de Soghomonyan com o Brasil aconteceu nos Jogos Pan-Armnios de 2011, quando foi um dos representantes da Armnia a recepcionarem a delegao brasileira no pas.

Um ano depois, ele retribuiu a visita vindo para So Paulo. Aqui conheceu uma brasileira, se apaixonou e resolveu ficar.

Incentivado por amigos da comunidade armnia, participou do Campeonato Paulista de Luta Olmpica e foi campeo, chamando a ateno dos dirigentes da CBLA, que o ajudou no processo de naturalizao.


Fonte: Folha.com.br

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *