Últimas

Quem era Paulo César Morato no esquema investigado na Operação Turbulência?

Em meio às interrogações que permeiam a morte do empresário Paulo César Barros Morato, de 47 anos, investigado pela Operação Turbulência – deflagrada pela Polícia Federal -, o perfil do homem é o mais intrigante. Proprietário da empresa Câmara & Vasconcelos e com quase R$ 25 milhões em apenas uma de suas contas bancárias, pouco se sabe sobre seu passado. A empresa, segundo a polícia, nunca teria saído do papel. Ainda assim, recebeu verbas que deveriam ter sido destinadas à transposição do Rio São Francisco. O dinheiro, inclusive, pode ter sido utilizado para pagar o avião que transportava o ex-presidente Eduardo Campos na ocasião da morte do político.

Paulo César estava foragido e já tinha tido seu nome inserido até mesmo na lista de procurados da Interpol. O corpo foi encontrado na noite dessa quarta-feira, em um quarto do Motel Tititi, na Avenida Perimetral, em Olinda.


Fonte: Diário de Pernambuco

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook