Últimas

Receita abre consulta ao primeiro lote de restituições do IR 2016

A Receita Federal abriu nesta quarta-feira, 8, a consulta ao primeiro lote de restituições do Imposto de Renda da Pessoa Física de 2016. As devoluções somam R$ 2,6 bilhões e serão depositadas a cerca de 1,6 milhão de contribuintes. O lote também contará com valores residuais dos exercícios de 2008 a 2015.

O crédito estará disponível na conta corrente no dia 15 de junho. Os montantes são corrigidos pela taxa básica de juros, a Selic, acumulada em cada período. Para o exercício de 2016, os beneficiários são, em sua maioria, idosos ou portadores de deficiência física ou mental ou de doença grave.

Para fazer a consulta, basta acessar a página da Receita na internet ou ligar para o Receitafone (146). Caso o Fisco não credite o valor da restituição, o contribuinte poderá contatar qualquer agência do Banco do Brasil ou ligar para a central de atendimento – 4004-0001 (capitais) ou 0800-729-0001 (demais localidades) – para agendar o crédito em conta corrente em qualquer banco.

A restituição ficará disponível durante um ano. Se, neste prazo, o contribuinte não resgatar o valor, passa a ser necessário um requerimento por meio de formulário eletrônico disponível no site da Receita.

Malha fina
Quem estiver com alguma inconsistência de dados pode fazer a autorregulação, por meio da declaração retificadora. O primeiro passo é acessar o centro virtual do Fisco, chamado e-CAC. Lá, é possível consultar um extrato online, que mostra eventuais erros ou omissões.

É necessário gerar um código de acesso ou usar o certificado digital. Na própria página do e-CAC há um ícone explicativo: “saiba como gerar o código”.

Se forem detectados erros, a solução é simples: entregar a retificadora. Trata-se de uma segunda declaração, que substituirá por completo a original. As alterações podem ser feitas a qualquer momento, em até cinco anos, desde que o documento não esteja sob fiscalização.

Caso haja imposto a restituir, o Fisco passará a considerar a data da retificadora, e não mais a da original, na hora de priorizar o pagamento.

Já se a declaração está correta e o contribuinte tem toda a documentação que comprova as informações, o caminho é solicitar a antecipação da análise. Para isso, no entanto, é necessário esperar até janeiro de 2017, quando será possível agendar a visita a uma unidade da Receita Federal. Esse agendamento também deve ser realizado pelo e-CAC.

Aviso pelo celular
Uma vez no centro virtual do Fisco, o contribuinte, além de verificar as pendências, poderá autorizar que um dispositivo móvel (celular ou tablet) obtenha informações e acompanhe o processamento de sua declaração.

Assim, sempre que sua declaração for recepcionada, retificada, entrar ou sair da malha fina ou tiver crédito de restituição enviado para o banco, o dispositivo móvel cadastrado será avisado. Para isso, além do cadastramento no e-CAC, é necessário instalar e ativar o serviço via aplicativo do IRPF.

Veja abaixo o calendário 2016 de restituições:
– 1º lote: 15 de junho;

– 2º lote: 15 de julho;

– 3º lote: 15 de agosto;

– 4º lote: 15 de setembro;

– 5º lote: 17 de outubro;

– 6º lote: 16 de novembro;

– 7º lote: 15 de dezembro.


Fonte: Diário de Pernambuco

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook