Últimas

Saída do Reino Unido da UE pode impactar premiação de Wimbledon

O torneio de Wimbledon, considerado o mais tradicional do circuito mundial do tênis, pode sofrer um impacto nos valores de premiação com a decisão pela saída do Reino Unido da União Europeia.

As chaves principais do evento, disputado em Londres, têm início marcado para segunda-feira (27).

O valor destinado aos campeões de simples masculino e feminino será de 2 milhões de libras (R$ 9,2 milhões) para cada um, aumento de 6,4% em relação ao que o torneio pagou em 2015.

Incluindo todas as categorias, Wimbledon pagará um total de 28,1 milhões de libras aos tenistas que participarem desta edição, 5% a mais do que na anterior.

O crescimento, porém, pode não representar ganho real para os tenistas, já que a decisão tomada pelos britânicos teve impacto na moeda local.

A libra chegou a cair 10% em relação ao dólar nesta sexta (24), no menor patamar desde 1985. Ao fim do dia, ela recuava 7,10%.

A depender do movimento da economia nas duas próximas semanas, os campeões podem sair do complexo All England Club com menos dinheiro no bolso do que imaginavam.

PREMIAÇÕES

Wimbledon é o segundo torneio do tênis em valores de premiação. Fica atrás do Aberto dos EUA, onde os vencedores levaram US$ 3,3 milhões em setembro de 2015 (R$ 11,1 milhões).

Roland Garros, na França, pagou 2 milhões de euros aos campeões no início do mês (R$ 7,5 milhões). Disputado em janeiro, o Aberto da Austrália, que remunera em dólares australianos, rendeu cerca de R$ 8,5 milhões.


Fonte: Folha.com.br

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook