Últimas

Tantas emoções: as primeiras impressões de Tite na CBF

O novo comandante da Seleção Brasileira não escondeu a alegria em realizar um sonho de menino ao aceitar convite da entidade

Com uma hora depois do previsto, Tite chegou a sede da CBF, na tarde da última  segunda-feira, no Rio de Janeiro, para ser enfim apresentado como novo técnico da Canarinho.

 

Ao lado de uma verdadeira comitiva, Tite foi encaminhado direto para o museu da entidade com a intenção de relembrar as conquistas e já se familiarizar com a nova casa.

 

Tática que como ele mesmo revelou na entrevista coletiva, o fez voltar ao passado e lembrar da Copa de 1970 quando ainda era um menino e viu o Brasil ser campeão do mundo pela primeira vez. 

 


(Lucas Figeiredo / MoWa Press)

 

O novo comandante também ressaltou as lembranças da “mágia” da Copa de 1982 e soltou um suspiro intenso ao falar do talento dos jogadores que vestiam Verde-Amarelo naquela época.

 

Ao entrar no auditório para a coletiva de imprensa, Tite sentou ao lado de Marco Polo Del Nero, o presidente da Confederação Brasileira de Futebol fez questão de levantar e abraçar o novo treinador em frente as lentes como quem quisesse dizer  que estava tudo em casa.

 

Del Nero também homenageou a Dona Ivone, mãe de Tite, a quem é torcedora fervorosa da Seleção e do próprio filho, é claro. Tite disse que apenas contou sobre o acerto nesta segunda-feira e que sua mãe, bastante emocionada, lhe deu a benção com muita alegria.

 


(Foto: Rafael Ribeiro / CBF)

 

Durante a coletiva, o novo comandante teve que driblar a emoção e responder logo de cara perguntas sobre o presidente da CBF. E diferente do seu antecessor, Tite foi paciente e educado em todas as respostas, esclarecendo tudo o que lhe foi questionado.

 

Um sonho de menino que se realizou, foi assim que Tite definiu os motivos que o fizeram aceitar o convite para ser treinador da Seleção. O novo comandante revelou que esperava por isso em 2014, logo após a Copa do Mundo, mas acabou não acontecendo.

 


(Foto: Reprodução CBF TV)

 

Agora, Tite deixou claro que não poderia rejeitar o pedido, como quem realmente realiza um sonho, o novo treinador revelou que não dormiu na noite anterior, que passou a viagem até o Rio de Janeiro relembrando a carreira desde os tempos em que fazia curso para treinador e que a perna tremeu ao chegar a sede da entidade.

 

Com brilho nos olhos, foi assim que Tite esteve durante as horas em que esteve na CBF, como quem está curtindo um momento único da carreira mas que sabe da grande responsabilidade que tem.

 


(Foto: Vanderlei Almeida / Getty Images)

 

Foi pensando nessa responsabilidade que o novo treinador preferiu não aceitar o convite para ser o técnico da Seleção Olímpica. Tite não conhece o trabalho e quer focar no objetivo principal: a classificação para a Copa do Mundo da Rússia em 2018.

 


(Foto: Vanderlei Almeida / Getty Images)

 

E sem perder tempo já colocou a mão na massa e viajou nesta terça-feira rumo aos Estados Unidos para acompanhar a Colômbia, adversária do Brasil nas Eliminatórias.

 

Antes da apresentação, durante e depois foi curioso perceber também o sentimento da imprensa. Todos que estavam presentes ali olhavam com admiração e respeito para Tite, o treinador é de fato uma unanimidade.

 

Com a confiança de todos, a esperança de que o novo comandante faça uma nação inteira voltar a sorrir e vibrar com a Seleção Brasileira.


Fonte: Goal.com

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook