Tasya van Ree nega que a ex Amber Heard seja violenta, diz site

Tasya van Ree e Amber Heard (Foto: Reprodução/ Instagram | Reuters)Tasya van Ree e Amber Heard (Foto: Reprodução/ Instagram | Reuters)

A ex-namorada de Amber Heard, Tasya van Ree, teria dito a fontes do “TMZ” que a prisão por violência doméstica de Amber seria ridícula porque ela nunca foi violenta. Amber foi presa no Aeroporto Internacional de Seattle em 2009, após supostamente ter segurado firme no braço de Tasya. Na ocasião, Amber chegou a ir para a delegacia e foi fichada.

Fontes próximas a Amber relataram ao “TMZ” que foi apena uma “briga de casal”, e tudo o que ela fez foi pegar no braço da então namorada. Tasya diz que ela não queria que Amber fosse presa e disse isso aos policiais, porém as fontes policiais do “TMZ”  disseram que Tasya estava aborrecida e antipática com Amber quando ela foi algemada e levada embora.

A versão que Tasya sustenta agora é a de que foi “mal interpretada e que houve sensacionalismo por parte dos dois indivíduos (os policiais) em uma posição de poder” e que os policiais não iriam tomar medidas até que perceberam que ela e Amber eram um casal. Ela diz que a polícia teve “atitudes misóginas e homofóbicas.”

Posteriormente o “TMZ” apurou que uma das policiais que prendeu Amber é Beverly Leonard, atualmente aposentada. Uma fonte próxima a ela diz que Beverly está indignada dizendo que a prisão não tinha nada a ver com homofobia e que Amber foi presa por violar a lei.

Johnny Depp é acusado de agredir Amber
Vale lembrar que mesmo que seja provado que de fato Amber Heard agrediu Tasya van Ree, isso não muda sua posição de vítima em relação ao caso com Johnny Depp. Na suposta briga que culminou com o divórcio do casal, a atriz acusa o ator de ter jogado o celular em seu rosto. Segundo a coluna “Page Six”, do jornal americano “New York Post”, essa não foi a primeira vez que Depp teria agredido a então esposa. Em uma situação em que estava bêbado, ele teria tentado sufocar Amber com um travesseiro.

A publicação cita uma amiga de Amber que teria ido socorrê-la na ocasião, na casa do então casal, em Los Angeles, e que viu a atriz ferida. “Ela estava com o lábio machucado, o olho inchado e sem uma mecha de cabelo no topo da cabeça”, contou a colega da atriz ao jornal. “Eu testemunhei em muitas ocasiões as consequências do comportamento violento e abusivo de Johnny Depp com ela”, afirmou a fonte.

De acordo com o site TMZ, ao chamar o socorro atriz teria apenas mencionado uma “discussão com o marido”, mas não citou o nome do ator. Os advogados de Amber teriam se negado a relatar os detalhes do incidente numa tentativa de “proteger a privacidade dela e a carreira de Johnny”. “A equipe de Johnny forçou Amber a dar um depoimento à polícia para esclarecer as coisas como elas ocorreram”, afirmou Samantha Spector e Joseph P. Koenig, advogados dela. “Amber tem sofrido anos de abuso físico e psicológico nas mãos de Johnny”, declararam os profissionais.

 

 


Fonte: Ego.globo.com

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook