Últimas

Temer encontra líderes da Câmara e discute comando da Casa

Dando continuidade a seu trabalho de aproximação e interação, o presidente em exercício, Michel Temer (PMDB), recebe às 10h líderes de partidos da base aliada no Palácio do Planalto. Participam do encontro os deputados Antonio Imbassahy (PSDB-BA), Pauderney Avelino (DEM-AM), Paulo Foletto (PSB-ES) e Rubens Bueno (PPS-PR).

Entre os assuntos que os líderes levarão ao presidente está o comando da Câmara, hoje interinamente com Waldir Maranhão (PP-MA). Os deputados já anunciaram que têm um projeto que declara vago o cargo do presidente afastado Eduardo Cunha (PMDB-RJ) e querem apoio de Temer para mobilizar a base e votar com urgência.

Ontem, em plenário, os líderes pediram apoio de outros deputados para conseguirem pôr em pauta requerimento para tramitação de urgência de projeto de resolução que declara vago o cargo de presidente da Câmara. O projeto é de autoria do deputado Roberto Freire (SP), presidente nacional do PPS. Para que o requerimento de urgência da proposta seja apresentado, os partidos precisam de assinaturas de líderes que representem 171 deputados.

Após o encontro com líderes da base aliada, Temer recebe o governador de Tocantins, Marcelo Miranda (PMDB). O presidente em exercício também tem audiência com o governador do Pará, Simão Jatene (PSDB).

Temer chegou a articular para hoje uma reunião com todos os governadores para fazer anúncio em relação à renegociação da dívida dos Estados com a União. No entanto, como ainda há impasses na proposta que está sendo estudada pelo Ministério da Fazenda, Temer tem recebido isoladamente alguns governadores. Na semana que vem, entretanto, o governo espera anunciar o acordo.

À tarde, Temer dá posse ao novo presidente do Banco Central (BC) Ilan Goldfajn, às 17 horas de amanhã, no Palácio do Planalto. Goldfajn teve sua indicação referendada pela Comissão de Assuntos Econômicos (CAE) e pelo plenário do Senado na terça-feira, em meio a questionamentos da oposição. O atual presidente do BC, Alexandre Tombini, deverá ocupar o posto de diretor executivo do Fundo Monetário Internacional (FMI).


Fonte: Diário de Pernambuco

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook