Últimas

'Temos que colocar o Walace para quebrar o gelo', diz Dunga

Dunga não quis cravar, mas deu todos os indícios de que o volante Walace, 21, fará sua estreia como titular da seleção brasileira neste domingo, contra o Peru. Ele vai substituir Casemiro, que está suspenso porque tomou dois cartões amarelos.

O jogo terá início às 21h30 (de Brasília), em Boston, e um empate garante o Brasil nas quartas de final da Copa América Centenário.

“Temos que colocar [o Walace] para quebrar o gelo, ver a reação dele, a responsabilidade que vai ter no futuro. Ele entrou com naturalidade contra o Haiti, como um jogador experiente”, disse Dunga neste sábado (11).

Walace jogou no segundo tempo dos 7 a 1 sobre os haitianos, na vaga de Elias –poupado no fim porque já tinha cartão amarelo e poderia ser suspenso se levasse outro.

O jogador do Grêmio, que está na lista para disputar a Rio-2016 com a seleção olímpica, foi convocado porque Luiz Gustavo, experiente volante do Wolfsburg, titular na Copa-2014, pediu dispensa por problemas particulares. Walace só se apresentou após mais de uma semana que o grupo já treinava, mas disse estar adaptado.

“Estou bem, o pessoal me recebeu com carinho. É um sonho estar na seleção, e acho que estou preparado para fazer a função que o técnico me pedir”, disse.

Natural de Salvador, ele chamou a atenção de um olheiro do Avaí, em 2011, quando jogava no pequeno Simões Filho. Nas categorias de base do time de Santa Catarina, foi a vez de ter boas atuações em um torneio sub-19 contra o Grêmio, que o levou em 2013.

“Em Salvador, quando criança, eu trabalhava como garçom no restaurante da minha mãe, vivia de gorjetas. Depois ajudei meu pai a vender abadás no Carnaval de Salvador. Hoje quero conseguir ajudar minha família com o futebol, e já estou conseguindo”, disse Walace.

O técnico Dunga não quis cravar também que escalará Miranda, que se recuperou de lesão na coxa, pela primeira vez nesta Copa América, mas esta é a tendência. Marquinhos deixaria o time.

“Vou deixar o suspense para vocês [jornalistas] terem assunto até amanhã [domingo]”, disse.

MULTA

Dunga comentou sobre os problemas para treinar que a seleção brasileira tem sofrido na Copa América. Mas falou pouco, porque segundo a CBF o treinador pode ser multado caso reclame da competição.

“Funcionários da CBF vieram com antecedência aos Estados Unidos para avaliar os locais de treinamentos. Controlamos o que é possível, mas chegamos e encontramos surpresas. Mas não tem desculpa, tem que trabalhar. Mais que isso não posso falar porque está no regulamento”, disse.

Em Orlando, a seleção não pôde treinar no campo previamente inspecionado, no centro esportivo da ESPN, porque o gramado ficou ruim após um campeonato de crianças.

Nem no estádio da partida contra o Haiti na Florida, o Camping World, pôde haver o trabalho de reconhecimento, na terça (7), véspera da partida, para o gramado ser preservado devido à sequência de jogos naquele campo –três jogos da Copa América em cinco dias.

Em Boston, o time não teve vestiário para se vestir e tomar banho após o treino, em um campo da Universidade de Harvard. Funcionários avisaram que uso de vestiário não estava no contrato com a organização, e a seleção precisou improvisar um caminhão para levar o material de treino.

Os jogadores tiveram que ir sujos do campo até o hotel, trajeto de quase meia hora.


Fonte: Folha.com.br

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook