Últimas

Tempestade atrasa treino da seleção, e Dunga ainda não tem todos em campo

Uma tempestade atrasou em mais de uma hora o treino da seleção brasileira nesta segunda (6), em Orlando.

O estado da Flórida vem sofrendo com tempestades e fortes ventanias, que fizeram inclusive algumas cidades decretarem estado de emergência.

Inicialmente marcado para as 17h local (18h de Brasília), o trabalho começou 18h05.

A CBF fez um monitoramento com um meteorologista da Universidade Central da Florida, que recebeu o treino do Brasil.

“Indicaram horário ideal para o início e quando a tempestade terminaria. A drenagem é muito boa, o gramado está seco”, disse o coordenador de seleções da CBF, Gilmar Rinaldi.

A chuva na cidade quase adiou a partida desta segunda entre Panamá e Bolívia, no Camping World Stadium, mesmo local onde na quarta (6) o Brasil encara o Haiti, 20h30 de Brasília.

No meio da tarde a organização confirmou a realização do confronto válido pelo Grupo D.

O Brasil já tinha alterado o local de treino em Orlando no fim da semana passada, ainda quando estava em Los Angeles, porque o centro esportivo da ESPN estava com o gramado ruim após um torneio de crianças.

Em campo, Dunga ainda não conseguiu ter os 23 convocados em campo. Paulo Henrique Ganso e Walace, chamados no fim da semana para os lugares de Kaká e Luiz Gustavo, foram pela primeira vez ao gramado, mas Miranda, com dores na coxa, trabalhou apenas fisicamente na academia.

Desde que o grupo se reuniu, em 23 de maio, Dunga não teve todos no mesmo treino, primeiro porque Filipe Luis e Casemiro ficaram em seus clubes para a final da Liga dos Campeões da Europa e se apresentaram depois.

Lesões também tiraram atletas do elenco e outros, por logística, demoraram a chegar.


Fonte: Folha.com.br

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook