Teresa Leitão oficializa inscrição partidária para disputar Prefeitura de Olinda

A deputada Estadual,Teresa Leitão (PT) oficializou ontem a sua inscrição partidária para disputa pela prefeitura de Olinda. A cerimônia aconteceu no diretório municipal do partido diante de executivos do diretório e pré-candidatos a vereadores. Pelo regulamento do partido foi o último dia para a inscrição de candidaturas o que cementa o nome da deputada com pré-candidata do PT ao pleito.

A candidatura própria foi decidida pelo partido em dezembro do ano passado, quando os petistas saíram da base do governo depois de 16 anos. Teresa Leitão afirma que o PT não é oposição, e sim uma alternativa ao PCdoB – partido do atual prefeito, Renildo Calheiros. “Tenho um respeito especial pelo PCdoB e pela pessoa de Luciana Santos (provável candidata da sigla) mas se aqui a gente não se constituir como opção, o PT de Olinda vai desaparecer”, diz a deputada que defende a candidatura como militante. “Não só para defender o nosso legado, mas para remarcar o campo político”.

A petista também não deixa de considerar o momento político do país na hora de definir a sua estratégia. “Essa vai ser uma eleição com conotação nacionalizada, por isso a gente tem que politizar o nosso discurso, denunciar o golpe mas dialogando com as necessidades da cidade”. Quando perguntada se a situação nacional do partido prejudicaria a disputa no pleito, Teresa negou. “Quem se colocou contra o golpe hoje tem mais receptividade do que o apoiou, ainda mais vendo o um governo desses que não tem coragem de sair na rua”, disse a deputada se referindo a viagem cancelada do presidente em exercício, Michel Temer (PMDB), para o estado. Leitão ainda argumenta que o cenário político nacional pode mudar muito daqui para outubro, “não se sabe como vai estar a situação do Brasil”, conclui.

A ex-presidente do partido em Olinda comentou sobre o panorâma que vem se desenhando na disputa pelo executivo municipal. “Já são 10 pré-candidaturas anunciadas, alguma de partidos praticamente sozinhos, e, que se você observar, saíram quase todos da base do governo (caso do próprio PT)”.

Mesmo com o grande número de partidos com pretenções à prefeitura, a petista já diz ter encontrado alguns possíveis aliados. Segundo ela, o PTB através do senador Armando Monteiro e do deputado estadual e presidente do partido em pernambuco, José Humberto, sinalizaram o apoio da sigla ao seu nome. Outro partido que teria indicado suporte à uma possível candidatura da deputada estadual foi o PTN de Ricardo Teobaldo. Teresa Leitão também averigua a situação de siglas como o PTdoB, o PCR (ainda não regularizado) e o PRB local.

Teresa Leitão seguiu para João Pessoa onde a Presidente afastada, Dilma Rousseff (PT), começa uma série de visitas pelo Nordeste. Na sexta-feira, a agenda coloca as petistas em Recife, para um debate sobre violência contra mulher que acontecerá na Universidade Federal de Pernambuco (UFPE).


Fonte: Diário de Pernambuco

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook