Últimas

Uefa ameaça desclassificar Inglaterra e Rússia da Euro caso haja mais brigas

A Uefa, entidade que organiza a Eurocopa, endureceu o tom e ameaçou as seleções da Inglaterra e da Rússia com “desclassificação” do torneio “em caso de novos episódios de violência” dos seus torcedores. O aviso foi dado neste domingo (12), depois dos incidentes de sábado (11) em Marselha antes e depois do jogo entre as duas equipes, que terminou em 1 a 1.

“Pedimos às federações inglesa e russa façam um comunicado a seus torcedores para que se comportem de forma responsável e respeitosa”, afirma o Comitê Executivo da Uefa em comunicado.

“Poderiam Wayne Rooney ou Harry Kane ficar fora da Eurocopa por causa dos hooligans?”, questiona o comunicado.

Na nota, pública, o órgão expressou seu “desgosto pela violência que se viu nos confrontos na cidade de Marselha” no sábado. Os tumultos, porém começaram dias antes, com atos que culminaram no sábado, antes do jogo.

Os confrontos do sábado deixaram 35 feridos, sete deles hospitalizados, três em estado grave. Dez pessoas (da Inglaterra, Áustria, Alemanha, França e Rússia) permanecem detidos neste domingo.

O Comitê também sinalizou que “não duvidará em impor sanções adicionais à Federação Inglesa e à União Russa de Futebol”.

Horas antes, a Uefa informou que havia aberto um processo disciplinar contra a entidade russa devido aos distúrbios gerados por seus torcedores dentro do estádio. O tribunal de disciplina da Uefa vai estudar o caso quando se reunir, na terça-feira (14).

“Condenamos a violência e pedimos calma de cada lado”, diz o comunicado, especificando que propôs enviar mais policiais para a próxima partida da Inglaterra, contra País de Gales. A partida, que será realizada na quinta-feira (16), em Lens, no norte da França, é classificada pelas autoridades como de “alto risco”.

A Rússia joga contra a Eslováquia em Lille na quarta-feira (15), pela segunda partida do grupo B.

PREOCUPAÇÃO

O governo britânico disse estar “profundamente preocupado com os tumultos ocorridos em Marselha”. “Especialmente devido às informações que indicam que torcedores ingleses foram atacados por torcidas rivais. Condenamos a violência e pedimos calma a ambas as partes.”

Agora, há temores de um possível sentimento de vingança. A imprensa britânica alertou para a proximidade de locais e datas da próxima partida dos russos e ingleses.


Fonte: Folha.com.br

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook