Agentes da Força Nacional ameaçam abandonar segurança da Olimpíada

Policiais e bombeiros da Fora Nacional que esto no Rio para a Olimpada realizaram protesto na tarde desta tera (12) por atraso nos pagamentos das dirias e pelas ms condies dos apartamentos em que esto alojados, na zona oeste da cidade.

Atualmente, so 3.000 servidores da Fora no Rio. Outros 3.000 chegaro cidade para os Jogos. A Fora Nacional ser responsvel pela segurana no interior das arenas e na rea entorno dos locais de competio.

Os agentes da Fora esto em apartamentos de dois quartos do programa Minha Casa, Minha Vida. Como vizinhos h favelas dominadas por milicianos e por traficantes da faco Comando Vermelho. No imvel, recm-entregue, em Jacarepagu, na zona oeste do Rio, no h chuveiro ou camas. Por isso, h servidores dormindo no cho.

Na reunio desta tera, os agentes pedem uma soluo at a sexta (15). Caso no acontea, prometem pedir baixa e retornar aos seus Estados.

O governo federal j enviou tropa informaes de que solucionar o problema at quinta (14). Nesta manh de quarta (13), o secretrio nacional de Segurana Pblica, Celso Perioli, se reuniu em Braslia com representantes da categoria para tentar resolver o problema. Oficialmente, o Ministrio da Justia ainda no se pronunciou.

“Eles fizeram panelao nesta tera e alguns esto pedindo para ir embora, desmobilizando. O que acontece ali um absurdo. Existe hoje no Brasil uma falta de respeito das autoridades com os direitos dos trabalhadores da segurana pblica”, afirmou o cabo Elisandro Lotim, presidente da Associao Nacional dos Praas, entidade que representa soldados, cabos, sargentos e subtenentes da PM e do Corpo de Bombeiros.

“Os policiais esto passando fome em ambientes insalubres. E isso na preparao para um evento como a Olimpada”, disse.

H um ano, o planejamento era que 9.600 agentes da Fora Nacional fossem deslocados para o Rio para atuar na Olimpada. Sero apenas 6.000. A apresentao do grupo aconteceu no ltimo dia 5 e contou com a presena do ministro da Justia, Alexandre de Moraes, no Parque Olmpico da Barra da Tijuca, zona oeste do Rio.

Por conta do efetivo, abaixo do previsto, as escalas de trabalho esto em 12h com 24h de folga. A Folha apurou que o comando da Fora no Rio promete mudar a escala at o dia 30 de julho, mas que voltar ao horrio atual a partir de 1 de agosto, quatro dias antes da abertura da Olimpada.

Em cada apartamento usado como alojamento h seis policiais ou bombeiros.

Todos receberam os imveis sem chuveiros. Os colches foram comprados pelos servidores que improvisam armrios com sapateiras ou espalham as roupas pelo cho. Alguns apartamentos tm vazamento nas paredes ou tm as pias entupidas. A gua cortada constantemente, j que a concessionria de gua realiza ajustes no condomnio recm concludo.

Na madrugada de segunda (11), alguns policiais foram para as janelas durante a madrugada e comearam a gritar pedindo por gua. Segundo bombeiros, que pediram para no serem identificados, eram 3.000 agentes nas janelas.

DIRIA

Outra preocupao do grupo tem sido o pagamento das dirias. Em misses, os integrantes da Fora recebem R$ 220 por dia. Para a Olimpada, a promessa de que o vencimento ser dobrado. Nesta tera, boa parte da revolta dos agentes era que no haveria o pagamento dobrado.

Um policial do Rio Grande do Norte conta que o grupo que veio do Estado pensava com a Olimpada garantir um melhor salrio, mesmo que temporrio, mas que h colegas que at agora sequer receberam a diria paga em misses. Um outro de Santa Catarina lamenta a situao que chama de “baguna”.

Ele ainda conta que as comidas servidas nas arenas, neste perodo pr-Olimpada, chegam azedas ou com pouca variedade: s carne e arroz. Segundo o agente, quem est de folga precisa procurar por alimentao j que, diferente do combinado, no h “quentinhas” para todos os policiais e bombeiros que esto no Rio.


Fonte: Folha.com.br

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook