Últimas

Após ataque, policiamento é reforçado próximo ao diretório do PT em SP

Restos de vidros das janelas foram varridos na manh
Restos de vidros das janelas foram varridos na manh de ontem, aps ataque na madrugada. tarde, o prdio foi alvo de um artefato explosivo.
Foto: Reproduo/Facebook.

O policiamento nas proximidades do diretório nacional do Partido dos Trabalhadores (PT), no centro da capital paulista, foi reforçado após ter sido alvo de dois ataques ontem informou o secretário da Segurança Pública, Mágino Alves Barbosa Filho.

“Reforçamos o policiamento na área, ontem à noite. Vamos reforçar ainda mais o patrulhamento naquela região, visando evitar que outras ações dessas venham ocorrer”, declarou o secretário, que participou nesta sexta-feira do Fórum sobre combate ao contrabando promovido pelo jornal Estadão.

Na madrugada de ontem as vidraças da entrada principal foram quebradas. Durante a tarde, o local foi atacado pela segunda vez, com o lançamento de um artefato explosivo contra o prédio.

Barbosa Filho disse que foi procurado, no começo da noite de ontem, por alguns deputados do PT, pedindo o reforço policial. “O pedido dos deputados foi prontamente atendido por nós. Mas eu fiz ver aos deputados que não é tarefa da secretaria da Segurança Pública executar proteção patrimonial, que deve ser executada pelo particular. A obrigação da secretaria, nós cumprimos”, disse.

Os dois ataques foram cometidos pela mesma pessoa. Segundo o secretário, o homem foi preso de imediato pela PM, após o primeiro ataque. Ele quebrou a vidraça da fachada com a ajuda de um pé de cabra. Como o crime de dano cometido por ele foi de ação penal privada e afiançável, o réu foi liberado na delegacia.

No mesmo dia, ele retornou ao diretório e atirou um coquetel molotov, que não explodiu. “Desta vez, foi preso autuando em flagrante, porque, aí sim, foi um crime de incêndio, uma ação penal pública. Ele está preso e vai ser apresentado em audiência de custódia”, disse Barbosa Filho.


Fonte: Diário de Pernambuco

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook