Últimas

Atleta Marcos Gonçalves dá aula de taekwondo para modelos

Marcos Gongalves dá aula de taekwondo para Gabriel Leão e Junior Coelho (Foto: Iwi Onodera / EGO)Marcos Gongalves dá aula de taekwondo para Gabriel Leão e Junior Coelho (Foto: Iwi Onodera / EGO)

Marcos Gonçalves, 37 anos, pratica taekwondo desde os 9. De lá para cá, ele já fez parte da seleção brasileira do esporte duas vezes (de 1996 a 1997, na categoria de Juniores, e de 2005 a 2008 na adulta) e disputou o Pan Americano de 2007. Às vésperas da Olimpíada Rio 2016, que começa no póximo dia 5 de agosto, o atleta lembra com carinho da ocasião em que se apaixonou pelo esporte. “Em 88, a abertura da Olimpíada de Seul foi uma apresentação de taekwondo e aquilo me impressionou. Eu achei muito legal aquela multidão dentro de um estádio de futebol. Foi quando eu comecei a praticar. A mãe de um amigo que me levou, na época todos os amiguinhos do condomínio foram, mas só eu continuei. Eu falo que ela é minha madrinha até hoje”, relembra ele, citando a dona de casa Juliana Rotger.

A trajetória de Marcos chegou a um ponto em que ele teve de escolher entre continuar professor, profissão que abraçou para se sustentar, ou seguir como atleta da modalidade de luta sul-coreana. A paixão por ensinar – e a necessidade – falaram mais alto. “Decidi parar de competir. Hoje em dia os atletas estão muito bem auxiliados e não podem reclamar financeiramente, eles têm todas as facilidades. Na minha época não tinha apoio nenhum, comprávamos até o agasalho, não tínhamos remuneração nenhuma
Sempre dei aula e toda vez que eu precisava viajar, acabava deixando os alunos. Até que um dia uma escola pediu para eu escolher. Não dava para viver assim”, relembra ele.

Marcos Gongalves dá aula de taekwondo para Gabriel Leão e Junior Coelho (Foto: Iwi Onodera / EGO)Marcos Gongalves com Gabriel
Leão e Junior Coelho (Foto: Iwi Onodera / EGO)

“Peguei todas as fases do esporte. Peguei a fase em que paguei pra participar, fazia bingo, depois peguei fase que aos atletas tinham convênio médico, tinha intercâmbio de viagem e despesas pagas, e atualmente os atletas têm salários bem melhores, é uma conquista do esporte,” opina.

Amor por ensinar
Atualmente Marcos tem pelo menos 250 alunos em escolas de São Paulo, onde vive. A convite do EGO, o atleta deu uma aula para os modelos Gabriel Leão, 20, e Junior Coelho, 22, que são irmãos.

 

 “Sempre tivemos vontade praticar algum tipo de artes marciais, a gente pedia para fazer karatê mas nossos pais com receio de que a gente se machucasse, não deixavam. Agora não tem mais problema”, diz Gabriel. Mas se engana quem pensa que os irmãos podem aproveitar para “sair na porrada”. “A gente não briga, no máximo discute. Agora vai ficar pesado!”, diz Junior, em tom de brincadeira. “Nos damos bem, nunca tivemos uma briga feia. E gostamos muito de taekwondo, quero vir fazer aula”, completou. Gabriel também gostou. “Acho que eu faria sim, principalmente para defesa pessoal. Sinto falta de não saber como me defender. Não sou de comprar briga, mas é sempre bom a gente saber se defender, né?”, diz ele. Os dois são modelos publicitários e já apresentaram o programa “Paparazzi” no canal NGT, um talkshow com celebridades teen.

Marcos Gongalves dá aula de taekwondo para Gabriel Leão e Junior Coelho (Foto: Iwi Onodera / EGO)Os meninos se vestiram para a luta
(Foto: Iwi Onodera / EGO)

Marcos achou que a dupla leva jeito. “Qualquer pessoa pode aprender. Tenho alunos de 3 anso de idade! Os adolescentes gostam muito e as mulheres também. Elas procuram artes marciais não só para se defender, mas também porque a luta delineia o corpo. Treinamos  muito chute, então as pernas ficam mais torneadas. Sem contar o condicionamento físico, que ajuda muito. Com isso também se trabalha autoconfiança”, explica Marcos.

Marcos Gongalves dá aula de taekwondo para Gabriel Leão e Junior Coelho (Foto: Iwi Onodera / EGO) Gabriel Leão e Junior Coelho (Foto: Iwi Onodera / EGO)

Um dos alunos mais antigos de Marcos é Ricardo Gomes Maitino, 28 anos, praticante há 16 anos. “Comecei desde pequeno e sempre fui aluno do Marcos”, conta ele. Em vído, ele aparece numa luta com o professor (veja no vídeo acima).

Com a Olimpíada, Marcos espera que o taekwondo ganhe mais visibilidade e incentivo. “As pessoas acabam procurando porque vêem na TV e ficam curiosas.” Foi o caso de Marcos, e a paixão dele para com o esporte, que já dura 28 anos, só pode ter dado muito certo.

Marcos Gongalves dá aula de taekwondo para Gabriel Leão e Junior Coelho (Foto: Iwi Onodera / EGO)Marcos Gongalves dá aula de taekwondo para Gabriel Leão e Junior Coelho (Foto: Iwi Onodera / EGO)
Marcos Gongalves dá aula de taekwondo para Gabriel Leão e Junior Coelho (Foto: Iwi Onodera / EGO)Marcos Gongalves ensina os movimentos  (Foto: Iwi Onodera / EGO)
Marcos Gongalves dá aula de taekwondo para Gabriel Leão e Junior Coelho (Foto: Iwi Onodera / EGO)Marcos Gongalves dá aula de taekwondo para Gabriel Leão e Junior Coelho (Foto: Iwi Onodera / EGO)
Marcos Gongalves dá aula de taekwondo para Gabriel Leão e Junior Coelho (Foto: Iwi Onodera / EGO)Junior Coelho tenta acertar o soco (Foto: Iwi Onodera / EGO)
Marcos Gongalves dá aula de taekwondo para Gabriel Leão e Junior Coelho (Foto: Iwi Onodera / EGO) Gabriel Leão e Junior Coelho gostaram da luta (Foto: Iwi Onodera / EGO)

 

 

 

 

 

 


Fonte: Ego.globo.com

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook