Últimas

Canales: "Tenho que trabalhar muito para ajudar o Botafogo"

O jogador não está preocupado com a briga contra o rebaixamento para a Série B do Brasileirão

Gustavo Canales é um homem de poucas palavras. Chegou em maio ao Botafogo e, desde então, não deu muitas entrevistas. Também não disputou muito jogos, apenas dois (contra Flamengo e Chapecoense), uma vez que ainda se recuperava de uma lesão no pé direito, mas o chileno sabe que precisa mostrar que o camisa 9 que o Botafogo precisa.  


GOALVEJA TAMBÉM: GOAL
Os técnicos que caíram | Os gols da 16ª rodada | Chape derrota o Botafogo


“Estou melhor e o corpo médico do clube fez um trabalho muito bom comigo, tiveram a paciência necessária para que eu siga melhorando e que comece a entrar em forma. Três meses sem jogar é muito tempo para o nível alto do futebol brasileiro. Não estou no mesmo nível físico e futebolístico dos meus companheiros. Tenho que trabalhar muito para ajudar a equipe”, disse ele.  

“A maneira de jogar da equipe é a que entende o treinador, eu que tenho que me adaptar, não a equipe a mim. Tenho que conhecê-los, tanto os meu companheiros, como eles jogam, é um período que nos vai custar um tempo, mas logicamente em todo trabalho necessita conhecer seus companheiros. Espero que seja rápido e que eu possa colaborar com o grupo”, emendou.  

Sem vencer há três rodadas, o Botafogo voltou à zona de rebaixamento após a derrota para a Chapecoense no último domingo (24). A pressão para não cair novamente para a segunda divisão é enorme no clube carioca, mas Canales garante que este desafio não o amedronta.  

“Não me surpreende porque faz tempo que venho convivendo com essa pressão. Venho de um clube grande onde também me exigiam muito. É algo lindo também, tenho que transformá-la em uma pressão positiva, vai muito do que posso fazer “, finalizou. 


Fonte: Goal.com

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook