Últimas

Cheio de problemas e opções contra Santos, arma do Palmeiras é fazer mistério

Cuca provavelmente fará cinco mudanças no time, mas pelo menos conta com muitas opções e vai esconder escalação até a última hora


GOAL Por Allan Brito 


Apesar de ser líder do Campeonato Brasileiro e jogar em casa, o Palmeiras com certeza terá muitas dificuldades para vencer o Santos na próxima terça-feira, às 20h30 (de Brasília). O time está repleto de desfalques, o técnico Cuca terá que montar um quebra-cabeça para achar o time ideal e por isso só pode usar uma arma: esconder todas informações possíveis.

Nesta sexta-feira, Cuca anunciou que vai esperar para ver como serão as recuperações de Moisés e Tchê Tchê até o dia do jogo. É tanto mistério que o clube não divulgou sequer quais são as lesões dos dois meio-campistas, que vinham atuando bem e sendo peças fundamentais no estilo de jogo da equipe.

Números do Palmeiras no Brasileirão 2016:

Mas eles não são o único problema de Cuca. Na verdade o técnico já sabe que não poderá contar com mais três jogadores importantes: Gabriel Jesus, Róger Guedes e Thiago Santos estão suspensos. Juntando com os volantes, são cinco atletas que foram titulares na partida anterior do Palmeiras, a vitória contra o Sport, e não devem enfrentar o Santos.

Ou seja, na prática é provável que Cuca tenha que mexer em pelo menos cinco posições no time. Como ele tem adotado o mistério como arma, boa parte dos treinos foram escondidos da imprensa, o que só dificulta a análise de como será o time que enfrentará o Santos. Mas é possível fazê-la.

Na defesa existem menos problemas e pode até acontecer uma mudança extra por um bom motivo: Egídio se recuperou de lesão e poderá entrar na vaga de Zé Roberto, que teve bons e maus momentos nas últimas partidas.

No meio-campo a única certeza é que Cleiton Xavier vai para o jogo. Mas entre os volantes, se Moisés e Tchê Tchê não puderem jogar, fica a dúvida entre Matheus Sales, Gabriel e Arouca. É verdade que o garoto da base tem jogado mais com Cuca, mas os outros dois sofreram com problemas físicos. Agora recuperados, será que não merecem mais chances com Cuca?


Elenco do Palmeiras é numeroso (Foto: Palmeiras/ Divulgação)

Cuca tem escalado três atacantes e agora deve estar em dúvida sobre um, afinal Dudu e Erik provavelmente serão titulares. O problema é escolher qual tipo de jogo o Palmeiras fará contra o Santos. Se quiser manter um trio de movimentação e mobilidade, o que seria melhor, o técnico tem Allione (também recém-recuperado de lesão) e Rafael Marques. Porém, também existem dois centroavantes no elenco “babando” por oportunidades: Lucas Barrios e Leandro Pereira. O primeiro tem mais chances, mas o “Banana” foi elogiado por Cuca e é mais veloz que o paraguaio.

Ou seja, ao mesmo tempo em que tem dores de cabeça ruins pelas lesões e suspensões, Cuca também tem problemas bons de resolver, pois conta com muitas opções no elenco, com características variadas, que ajudam o técnico a fazer mais mistério ainda.

Problemas para o futuro

O estilo de jogo agressivo do Palmeiras pode gerar mais problemas de suspensões durante o Campeonato Brasileiro. Basta observar que, além dos três desfalques citados, o Palmeiras ainda vai para o jogo contra o Santos com cinco atletas pendurados: Zé Roberto, Edu Dracena, Tchê Tchê, Moisés, Matheus Sales. Ou seja, basta um cartão amarelo e virarão problema para a partida contra o Internacional, no Beira-Rio, no dia 17 de julho.


Fonte: Goal.com

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook