Últimas

China in Goal: Na mira de São Paulo, Corinthians e Atlético-MG, Tardelli não deve seguir no futebol chinês

Fora dos planos do Shandong e sem a possibilidade de transferência interna, atacante conta com interesse de clubes brasileiros, mas não quer voltar ao país

As contratações de Graziano Pellè e Papiss Cissè pelo Shandong Luneng, da China, fizeram com que Diego Tardelli perdesse espaço na equipe, já que ocupa uma vaga a mais de estrangeiro. Fora dos planos do técnico alemão Felix Magath, o atacante está na mira de pelo menos três clubes brasileiros. O destino, contudo, deve ser longe da terra natal, conforme apurado pela China in Goal.

Atlético-MG, Corinthians e São Paulo demonstraram interesse no jogador para o decorrer da temporada. Entretanto, a permanência no exterior é a prioridade do atleta de 31 anos e seu staff.

O Brasil não está totalmente descartado, mas o intuito é seguir no exterior. Com nove gols assinalados e cinco assistências em 21 partidas disputadas, o camisa 9 crê que a permanência fora do país de origem é primordial para alcançar a “independência financeira”.

O clube que quiser convencer Diego Tardelli sobre a sua volta terá que desembolsar no mínimo o valor recebido por ele no futebol chinês. Hoje, o atleta tem vencimentos de 4 milhões de euros (R$ 14,5 milhões na cotação atual) anuais.

“Prefiro não revelar os clubes, mas já tive várias propostas, sim. E venho tendo algumas de alguns grandes clubes do Brasil. Graças a Deus, as portas estão abertas em muitos países, principalmente no Brasil, e isso é o reconhecimento por tudo o que eu fiz durante o tempo em que estive jogando por aí e o que ainda venho fazendo por aqui. Por enquanto, não pretendo voltar ao Brasil, só daqui a uns dois anos ou mais”, disse o jogador à coluna China in Goal.


Tardelli venceu a Libertadores 2005 pelo São Paulo. Em 2013, o atacante faturou o torneio pelo Atlético-MG 

O atleta tem propostas de clubes do Oriente Médio, onde defendeu o Al-Gharafa, do Qatar, e avalia uma transferência para o local como positiva. A intenção, na verdade, era permanecer no Shandong Luneng pelo menos até dezembro de 2017, mesmo que seu contrato com os chineses se encerre em janeiro de 2019.

Todavia, diante da posição de Felix Magath, Diego Tardelli não tem alternativas. Terá que deixar o Jinan Olympic Sports Center Stadium. Como não foi procurado até esta sexta-feira (15), data que marcou o término da janela de transferências local e internacional, terá que viver em outro país.


Fonte: Goal.com

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook