Últimas

Cicinho: Jaqueta de 25 mil euros, briga com Ranieri e morte esperada

Em entrevista a ESPN, brasileiro faz revelações sobre sua vida como jogador

Com 36 anos e atuando no Sivasspor, da Turquia, Cicinho já viveu o céu e o inferno como jogador de futebol. Despontando no São Paulo, o lateral já esteve no Real Madrid e também flertou com a aposentadoria definitiva. Mas esse não foi o pior momento da sua vida.

“Eu ficava abatido. Eu abri o jogo para os psicólogos do São Paulo e falei: ‘Eu sou um cara que não consegue beber um ou dois copos. Tenho que tomar até cair’. Quando comecei a gerenciar minhas coisas, já tinha 10 seguros de vida nos nomes dos meus familiares porque eles viram que eu estava indo para o fundo do poço. Era uma coisa séria que a bebida faz com você”, disse a ESPN.


(Foto: Getty Images)

Mas Cicinho também contou passagens mas leves, como uma jaqueta caríssima que comprou por indicação de David Beckham. O brasileiro lembrou que o inglês indicou uma loja que comprar roupas.

“Vi uma jaqueta de couro, uma camisa e uma calça jeans: ‘Vou levar’. Aí dei meu cartão de crédito pra atendente, ela deu pra eu assinar e eu falei: ‘Quanto?’. Eu achei que era 2.500 euros, que era muito também. Era 25 mil euros. Se eu pedisse pra voltar a compra, ela ia ligar pro Beckham pra falar.”


(Foto: Pedro Armestre)

“Eu era solteiro, não tinha filho e falei: ‘pode passar’. E nunca mais eu voltei pra loja.”

Por fim, o lateral também lembrou de um dos desafetos da sua carreira, o treinador Claudio Ranieri, com quem trabalho na Roma. E nem lembrou do nome do Leicester, campeão da Premier League.

“Quando eu estava em Roma, Ranieri me colocou em apuros. Ele não gosta de brasileiros. Ranieri, foi campeão com o… Eu nem me lembro o nome do clube, ele não tem um sistema de jogo e não sabe treinar. Como conseguiu ganhar o campeonato Inglês? Pura sorte.”


Fonte: Goal.com

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook