Corinthians supera desfalques e se mantém como melhor defesa do Brasileirão

Clube perdeu Gil e Felipe para o exterior, Vilson por lesão, Balbuena para a Copa América, Yago por dopping, e ainda assim, possui zaga menos vazada da competição

Um dos setores mais elogiados do Corinthians em 2015, a defesa alvinegra encontrou muitas dificuldades nesta temporada e poucas vezes conseguiu repetir a mesma formação. Ainda assim, o Timão conseguiu superar todos os desfalques que surgiram no decorrer do Campeonato Brasileiro, e se mantém com a melhor defesa da competição, com apenas dez gols sofridos.

O primeiro jogador da defesa a deixar o Corinthians foi Gil, que em janeiro, se transferiu para o Shandong Luneng, da China. Antes disto, o clube já tinha perdido Edu Dracena, reserva imediato da posição para o rival Palmeiras.

Sem o seu ‘Xerifão’, Felipe, que formou a dupla de zaga com Gil em 2015, assumiu o protagonismo e se tornou referencia da defesa alvinegra. Ao seu lado, Yago e os recém-chegados Vilson e  Balbuena se revezaram no time titular.

 LUIS ACOSTA/AFP/Getty Images

Quando parecia que as coisas estavam se encaixando novamente, Balbuena foi convocado para defender o Paraguai na Copa América, e em seguida, o jovem Yago foi pego no exame antidoping e acabou suspenso por 30 dias.

Vilson, contratado no inicio da temporada, ganhou chance no time titular, e com atuações firmes, embalou uma sequência de três jogos, até que se lesionou após a partida contra o Santos, e deu lugar ao jovem Pedro Henrique.

De volta após cumprir suspensão, foi a vez de Yago formar dupla de zaga com Felipe contra o Palmeiras, no jogo que marcou a despedida do zagueiro, que se transferiu para o Porto. No jogo seguinte, contra o Fluminense, Balbuena, que retornou após a disputa da Copa América, assumiu a posição ao lado do camisa 3, no entanto, levou o terceiro amarelo, e desfalcou o Timão contra o Atlético-MG.

 © Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians

Para encarar o Galo, o Corinthians foi escalado com Vilson e Pedro Henrique, dois jogadores que até então, não tinham atuado juntos pelo Brasileirão. Contra os mineiros, o zagueiro de apenas 20 anos cometeu uma grave falha e saiu de campo aos prantos após a derrota do Timão por 2 a 1.

Nos quatro últimos jogos, os alvinegros enfim conseguiram repetir a formação da zaga, com Balbuena e Pedro Henrique se firmando na posição.

Novamente, quando tudo parecia estar indo bem, Pedro Henrique foi diagnosticado nesta terça-feira (12), com uma lesão muscular na coxa esquerda e irá desfalcar a equipe por um mês. Sem Vilson, que segue em processo de recuperação, Yago deve retornar ao time titular para formar dupla com Balbuena.

Apesar de tudo, o Timão tem conseguido superar os desfalques, manter uma defesa consistente e se consolidar como a melhor defesa do Brasileirão, com dez gols sofridos em 14 jogos.


Zagueiros do Timão jogo a jogo no Brasileirão:


1ª rodada – Corinthians 0 x 0 Grêmio 
Felipe e Balbuena

2ª rodada – Vitória 3 x 2 Corinthians
Felipe e Balbuena

3ª rodada – Corinthians 3 x 0 Ponte Preta
Felipe e Vilson

4ª rodada – Corinthians 2 x 0 Sport
Felipe e Vilson

5ª rodada – Corinthians 1 x 0 Santos
Felipe e Vilson

6ª rodada – Corinthians 2 x 1 coritiba
Felipe e Pedro Henrique

7ª rodada – Palmeiras 1 x 0 Corinthians
Felipe e Yago

8ª rodada – Fluminense 1 x 0 Corinthians
Balbuena e Yago

 Pedro Vilela/Getty Images

9ª rodada – Corinthians 3 x 1 Botafogo
Balbuena e Pedro Henrique

10ª rodada – Atlético-MG 2 x 1 Corinthians
Vilson e Pedro Henrique Falhou

11ª rodada – Corinthians 2 x 1 Santa Cruz
Balbuena e Pedro Henrique

12ª rodada – América-MG 0 X 2 Corinthians
Balbuena e Pedro Henrique

13ª rodada – Corinthians 4 x 0 Flamengo
Balbuena e Pedro Henrique

14ª rodada – Chapecoense 0 x 2 Corinthians 
Balbuena e Pedro Henrique


GOALVEJA TAMBÉM: GOAL
► Os gols da 14ª rodada do BRA | Repercussão Chape 0 x 2 Corinthians | Brasileiro: Chape 0 x 2 Corinthians



Fonte: Goal.com

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook