Últimas

Cristóvão nega atuação do Corinthians abaixo do esperado: 'foi melhor do que domingo passado'

Timão empatou em 1 a 1 com o Figueirense neste sábado na Arena, e pode ver Palmeiras disparar na liderança

O Corinthians deixou escapar mais dois pontos importantes em casa. Neste sábado (23), o Timão empatou em 1 a 1 com o Figueirense na Arena pela 16ª rodada do Campeonato Brasileiro e pode ver o Palmeiras disparar na liderança da competição. Apesar do resultado considerado negativo e de algumas vaias da torcida, Cristóvão Borges negou que a atuação da equipe tenha sido abaixo do esperado, e destacou desempenho do goleiro rival.

“Não achei que o time foi abaixo do esperado, foi melhor do que domingo passado, mas o Figueirense jogou por uma bola, no contra-ataque. Nós fomos melhores que no jogo passado e era um desejo fazer isso. Uma pena que tomamos um gol e sabíamos o quanto ia ser difícil esse jogo. As equipes aqui jogam fechadas e acho que fomos bem, porque tivemos chances de ganhar. Eles jogaram para se defender e o goleiro deles foi o melhor em campo”, disse o comandante.


GOALVEJA TAMBÉM: GOAL
As homenagens a Chicão | Série A: Classificação completa | Mais BRASILEIRÃO


“Normalmente a equipe cria muito mais, e mesmo sendo poucas as chances do primeiro tempo, foram chances claras de gol. É que o jogo em si era um jogo para não se ter tantas oportunidades, truncado, eles paralisando o jogo, jogando mais atrás”, acrescentou.

Com 30 pontos, o Timão segue na vice-liderança, mas pode ser ultrapassado pelo Grêmio, que enfrentará o São Paulo no domingo.


Confira os outros assuntos abordados na coletiva de Cristóvão Borges:


Pato sai do Corinthians? 

“Desde que ele começou a trabalhar conosco, essa possibilidade sempre existiu, desde que aparecesse algo interessante para todos, ele e o clube. Só se aconteceu algo nesse sentido”.

Guilherme:

“A equipe do Figueirense ocupou o meio-campo, a saída estava ruim, entrei com o Danilo para ele fazer isso e chegar à frente. O Guilherme é mais de organização, depois coloquei ele para encaixar. Acho que foi bem”.

Obrigação de vencer fora de casa? 

“A obrigação tem sempre, tem time para isso, para ganhar aqui e fora. O Campeonato Brasileiro é duro desse jeito, duro para todo mundo. Não tem facilidade para ganhar em casa. Agora, temos possibilidades de sair e ganhar fora.”

 © Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians

“Despedida” de Itaquera:

“Isso é um fator importante, mas trabalhamos para que a equipe suporte bem o jogo em Itaquera ou fora daqui. A equipe que quer ser campeã precisa ter o mesmo comportamento, de alto nível, em qualquer lugar”.

Perder pontos em casa prejudica o Corinthians? 

“O jogo passado era um clássico estadual, foi um resultado normal. Hoje não, hoje tínhamos maior obrigação de ganhar, isso sim, pode pesar se não recuperar nos jogos fora de casa.”

Vaias:

“O torcedor não vaiou por essa questão (substituições), mas sim porque perdíamos de 1 a 0 e precisávamos empatar o jogo. Comecei com o Danilo no segundo tempo porque ele poderia ajudar na iniciação da jogada e depois na área. Ele entrou primeiro por causa disso. Depois, para aumentar a organização na armação, entrou o Guilherme.”

“A torcida é exigente. Quando cheguei aqui, o que mais me chamou a atenção é que antes não existia isso do incentivo durante todo o jogo, com a aprovação ou reprovação só depois da partida. Mas, como viemos de um empate aqui, hoje eles estavam um pouco mais impacientes. Ainda mais por termos saído atrás. De uma forma geral, a equipe foi bem. Mas saiu atrás. Aí apressa um pouco, os erros acontecem. E todos os erros são criticados.”

Danilo:

“Sempre foi um jogador decisivo, experiente, que tem o tempo de jogo, sabe variar a velocidade do jogo e distribui bem as bolas. Por isso, tem essa importância há algum tempo”.

Léo Príncipe:

“Léo foi muito bem porque não é fácil jogar uma partida difícil assim, difícil de jogar. Ele foi muito bem, marcou bem, atacou quando pôde e fez as coisas que treinamos. É importante para ele e para nosso grupo.”


Fonte: Goal.com

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook