Últimas

Efetivo de segurança cresce 670% nos Jogos em relação a dias normais

O esquema de segurana nas reas da Olimpada e nas vias expressas do Rio ter um contingente que rene mais de sete vezes o nmero de homens utilizados pela Polcia Militar em tempos normais.

A multiplicao do efetivo decorre do reforo das Foras Armadas em aes de segurana pblica e da Fora Nacional de Segurana e no pagamento feito nesta quarta (6) aos policiais civis e militares —o Estado aumentar o contingente de PMs nas ruas remunerando agentes para trabalhar nos dias de folga.

Nas quatro regies onde ocorrero competies (Barra, Maracan, Copacabana e Deodoro), alm das vias expressas (linhas Amarela e Vermelha e avenida Brasil), a PM do Rio tem disponvel atualmente um efetivo de 6.447 policiais —nmero do contingente dos batalhes que atendem a essas regies.

A partir do dia 24 deste ms, quando todo o efetivo do evento j estar disponvel, 49.845 agentes, entre militares das Foras Armadas, agentes da Fora Nacional de Segurana Pblica e homens das polcias Militar e Federal, sero vistos nas ruas ou arenas por onde passaro visitantes e a chamada “famlia olmpica” (atletas, imprensa, dirigentes, delegaes etc).

No toa que o secretrio de Segurana do Rio, Jos Mariano Beltrame tem confidenciado a assessores que a preocupao dele com a violncia para “antes e depois dos Jogos, no durante”.

PRTICA USUAL

O nmero de agentes de segurana nas ruas a repetio de uma frmula colocada em prtica desde a Rio-92, o encontro dos chefes de Estado para discutir o clima: alto contingente de policiais e militares nas ruas para inibir qualquer ao da criminalidade nos locais ou em pontos prximos aos eventos. O mesmo ocorreu durante os Jogos Pan-Americanos de 2007.

Em razo disso, as estatsticas apresentam quedas neste perodo. “Vamos trazer segurana, tranquilidade, visibilidade e assim atender a todos os requisitos que o COI (Comit Olmpico Internacional) nos delegou executar”, afirmou o ministro da Defesa, Raul Jungmann, no evento que detalhou a presena das Foras Armadas durante a Rio-2016, no Comando Militar do Leste, centro do Rio.

Por no conseguir trazer para o evento os 9.600 homens da Fora Nacional -levar apenas 6.000 policiais, sendo mil PMs do Estado de So Paulo-, os responsveis pela segurana dos Jogos definiram um acrscimo de 3.000 no nmero de militares que iro para o Rio.

Agora, em vez de 18 mil, 21.845 homens estaro na cidade. De acordo com Jungmann, esse aumento aconteceu a partir do pedido feito pelo governador interino do Rio, Francisco Dornelles (PP).

Alm de ocupar estruturas estratgicas, os militares agora estaro em vias expressas de acesso aos locais de competio, alm de seis estaes de trem, sendo trs para o Complexo Esportivo de Deodoro, na zona oeste, e mais trs em outro ramal, o do Engenho, na zona norte, onde haver provas do atletismo.

“Com relao segurana pblica, os estrangeiros podem vir com absoluta tranquilidade para o Rio”, afirma o ministro da Justia e Cidadania, Alexandre de Moraes.

Uma empresa privada ainda foi contratada para cuidar da revista de pessoas e bolsas nas entradas das arenas. Sero 2.012 postos de fiscalizao. Com essa empresa, espera-se compensar o dficit criado com a reduo do efetivo da Fora Nacional para os Jogos. O contrato com a empresa de R$ 17,3 milhes.


Fonte: Folha.com.br

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook