Em ato público, Sinteal diz que Governo não respeita direito dos trabalhadores

Com uma agenda recheada de mobilizações até o próximo dia 3, membros do Sindicato dos Trabalhadores da Educação de Alagoas (Sinteal), realizam, na manhã desta quinta-feira (28), uma panfletagem e um acampamento no Centro de Estudos e Pesquisas Aplicadas (Cepa), na Avenida Fernandes Lima, no Farol, em Maceió.

Os integrantes da categoria estão em campanha pelo cumprimento da data-base desde fevereiro, na luta por valorização da profissão e pelo reajuste salarial. O ato tem participação da Central única dos Trabalhadores (CUT). Girlane Lázaro, secretária de formação do Sinteal e dirigente da CUT, teceu críticas do Executivo Estadual. 

Ela é enfática ao afirmar que Governo não respeita o direto dos trabalhadores. “Eles tem demonstrado que não possuem compromisso com a educação. O movimento está só começando. Vamos mostrar que educação não se faz só com discurso, é preciso ação política", frisou. 

Agenda

Na próxima segunda-feira (1), os servidores públicos irão fazer uma visita às escolas. No período vespertino, um evento será conduzido pela professora Luciana Caetano, da Universidade Federal de Alagoas (Ufal). Já na terça (2), um ato público acontece no município de Arapiraca, agreste de Alagoas.

Na quarta-feira (3) será realizada uma assembleia da rede estadual. Na oportunidade os sindicalistas definirão se entram em grave. 

 

 

Por Guilherme Carvalho Filho*

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook