Últimas

Exclusivo: Luan revela ansiedade pelo ouro e pede o apoio da torcida brasileira

Zagueiro do Vasco é o único represententa do futebol carioca entre os 18 selecionados pelo técnico Rogério Micale

Nesta segunda-feira (18), o Brasil começou de fato a briga pelo tão sonhado ouro olímpico. A maior parte dos jogadores convocados por Rogerio Micale se apresentaram na Granja Comary, em Teresópolis, para dar início a preparação para os Jogos.

 

Considerada uma competição de extrema importância, principalmente depois da histórica eliminação para a Alemanha na Copa do Mundo de 2014, os jogadores vão começar a sentir de forma mais intensa a pressão por essa conquista.

 

Entre os 18 atletas que podem entrar para a história do futebol brasileiro como os primeiros a colocarem no peito a medalha de ouro, está o zagueiro Luan, do Vasco.

 


(Foto: Paulo Fernandes / Vasco da Gama)

 

O jogador de 22 anos tem vivido um ano de 2016 mais do que especial. Titular na zaga vascaína, campeão do carioca, vice artilheiro da Série B do Brasileirão e desejado por muitos clubes. Luan também tem a personalidade e a liderança como características, além é claro do bom futebol.

 

E foram todos esses ingredientes que chamaram à atenção de Rogério Micale na hora de convocar o zagueiro, o único representante do futebol carioca entre os selecionados.

 

E num bate-papo exclusivo com a Chevrolet Brasil Global Tour o jovem zagueiro destacou a ansiedade de entrar para a história com a camisa da Seleção Brasileira e a expectativa para os Jogos.

 


(Foto: Paulo Fernandes / Vasco da Gama)

 

“A expectativa é a melhor possível, estou muito feliz e motivado para que a gente possa fazer um grande campeonato. A pressão eu acho uma coisa boa, se torna mais uma motivação ver o povo brasileiro cobrando e querendo tanto essa medalha que a gente também quer muito”. 

 

“Eu só imagino isso todos os dias antes de dormir, entrar para a história do futebol brasileiro.” revelou Luan.

 

Luan foi capitão da Seleção que disputou o Pan-Americano em 2015, desde então sua relação com Micale se estreitou e o zagueiro passou a ser convocado em todas as oportunidades.

 


(Foto: Getty Images)

 

“Dos momentos que tive com o Micale sempre tivemos uma relação muito boa, muito transparente e sempre falando a verdade. A nossa relação é ótima.”

 

Quando questionado sobre a possibilidade de um dia vestir a camisa da Seleção principal, Luan foi bem direto nos seus objetivos.

 


(Foto: Rafael Ribeiro / CBF)

 

“Eu não quero pensar em Seleção principal agora, estou focado nos Jogos Olímpicos, tenho o torneio para disputar e esse é o meu sonho, a medalha de ouro é tudo o que almejo agora, lógico que existe o sonho de ir para a Seleção principal mas penso em um passo de cada  vez”.

 

Números de Luan no Vasco em 2016:

 

 

Com um grupo qualificado e um técnico que tem o estilo de jogo mais ofensivo, inicialmente o Brasil não tem adversários tão complicados pelo men os na fase de grupos. E para Luan o maior desafio que o Brasil vai encontrar é ele mesmo.

 

“O maior desafio é a gente se superar a cada dia, homogenizar o grupo o mais rápido possível para conseguir os melhores resultados. Eu vou me dedicar muito e estou focado em ajudar o Brasil a conquistar essa medalha e vencer todos os jogos.”

 


(Foto: Rafael Ribeiro / CBF)

 

No final, o zagueiro mandou o recado e pediu apoio ao povo brasileiro para que desta vez a todos consigam sorrir ao término da competição.

 

“Que o povo brasileiro nos apoie porque a gente conta muito com esse apoio. Sabemos que com o apoio do povo teremos o décimo segundo jogador que a gente precisa para ganhar os jogos e chegar até essa medalha.”

 

No grupo A do torneio de futebol, o Brasil estreia na competição no dia 4 de agosto, contra a África do Sul, em Brasília. Três dias depois, encara o Iraque no mesmo estádio e no dia 10, encerra a participação na primeira fase contra a Dinamarca, em Salvador.


Fonte: Goal.com

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook