Últimas

Falta um ano para o desligamento do sinal analógico da TV aberta

A transmiss
A transmisso digital traz melhoria na qualidade da transmisso da TV. Foto: Divulgao

Falta um ano para que o sinal analógico de TV aberta seja desligado e as transmissões dos canais passem a ser feitas apenas pelo sinal digital. A trasição definitiva acontecerá no dia 26 de julho de 2017. Com a transmissão digital, a imagem e o som são de melhor qualidade, livre de chiados, chuviscos e fantasmas.

No Recife e na região, no período de transição, durante a programação dos canais de TV aberta vai aparecer um sinal com a letra “A”, que indica que sinal é analógico. Com a proximidade do prazo da migração do sinal, a letar “A” aparecerá com maior frequência e, dois meses antes do prazo, a indicação ficará fixa na tela. No dia 26 de julho de 2017 o sinal analógico será desligado e apenas o digital estará disponível.

Além do Recife, outros 13 municípios de Pernambuco terão o sinal analógico desligado: Abreu e Lima, Araçoiaba, Cabo de Santo Agostinho, Camaragibe, Igarassu, Ilha de Itamaracá, Ipojuca, Itapissuma, Jaboatão do Guararapes, Moreno, Olinda, Paulista e São Lourenço da Mata.

A Seja Digital é a entidade responsável por operacionalizar a migração do sinal de TV aberta do analógico para o digital no Brasil. A entidade, criada pela Anatel, tem como missão  informar à população o que precisa ser feito para ter acesso à TV Digital, oferecendo suporte didático, desenvolvendo campanhas de comunicação e mobilização social e distribuindo kits com antenas e conversores para as famílias cadastradas em programas sociais do Governo Federal.

Benefícios
Com o desligamento do sinal analógico, a faixa de 700Mhz será liberada para que a oferta de internet 4G possa ser expandida na região. O 4G é uma das tecnologias mais avançadas do mundo, que permite a celulares, smartphones, laptops e tablets acessarem sinal de voz e dados a velocidades muito mais rápidas e até mesmo em ambientes fechados. Além disso, a transmissão digital traz melhoria na qualidade da transmissão da TV.


Fonte: Diário de Pernambuco

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook