Últimas

Fotógrafo invade Fukushima e mostra como está a cidade após o acidente nuclear

Keow Wee Loong entrou na zona de exclusão de Fukushima para mostrar como está a cidade atualmente - Foto: Keow Wee Loong

Keow Wee Loong entrou na zona de exclusão de Fukushima para mostrar como está a cidade atualmente – Foto: Keow Wee Loong

Após o acidente nuclear de Fukushima, os moradores da cidade e das localidades até 30 quilômetros de distância tiveram que evacuar suas casas às presas. O perímetro ficou conhecido como zona de exclusão, e até hoje permanece fechado. Ninguém tem permissão para retornar ao local.

Decidido a explorar o lugar, o fotógrafo malaio Keow Wee Loong, de 27 anos, ignorou a restrição do governo japonês, deu um jeito de passar pelo patrulhamento e entrou na zona de exclusão para mostrar como está a cidade.

Equipado apenas com uma máscara de gás, o fotógrafo entrou em lojas e residências, muitas delas intocadas desde o acontecimento, em 2011.

Dá uma olhada nos cliques que ele fez:

Keow Wee Loong entrou na zona de exclusão de Fukushima para mostrar como está a cidade atualmente - Foto: Keow Wee Loong

Keow Wee Loong entrou na zona de exclusão de Fukushima para mostrar como está a cidade atualmente – Foto: Keow Wee Loong

Keow Wee Loong entrou na zona de exclusão de Fukushima para mostrar como está a cidade atualmente - Foto: Keow Wee Loong

Keow Wee Loong entrou na zona de exclusão de Fukushima para mostrar como está a cidade atualmente – Foto: Keow Wee Loong

Keow Wee Loong entrou na zona de exclusão de Fukushima para mostrar como está a cidade atualmente - Foto: Keow Wee Loong

Keow Wee Loong entrou na zona de exclusão de Fukushima para mostrar como está a cidade atualmente – Foto: Keow Wee Loong

Keow Wee Loong entrou na zona de exclusão de Fukushima para mostrar como está a cidade atualmente - Foto: Keow Wee Loong

Keow Wee Loong entrou na zona de exclusão de Fukushima para mostrar como está a cidade atualmente – Foto: Keow Wee Loong

Keow Wee Loong entrou na zona de exclusão de Fukushima para mostrar como está a cidade atualmente - Foto: Keow Wee Loong

Keow Wee Loong entrou na zona de exclusão de Fukushima para mostrar como está a cidade atualmente – Foto: Keow Wee Loong

Keow Wee Loong entrou na zona de exclusão de Fukushima para mostrar como está a cidade atualmente - Foto: Keow Wee Loong

Keow Wee Loong entrou na zona de exclusão de Fukushima para mostrar como está a cidade atualmente – Foto: Keow Wee Loong

Keow Wee Loong entrou na zona de exclusão de Fukushima para mostrar como está a cidade atualmente - Foto: Keow Wee Loong

Keow Wee Loong entrou na zona de exclusão de Fukushima para mostrar como está a cidade atualmente – Foto: Keow Wee Loong

Keow Wee Loong entrou na zona de exclusão de Fukushima para mostrar como está a cidade atualmente - Foto: Keow Wee Loong

Keow Wee Loong entrou na zona de exclusão de Fukushima para mostrar como está a cidade atualmente – Foto: Keow Wee Loong

Keow Wee Loong entrou na zona de exclusão de Fukushima para mostrar como está a cidade atualmente - Foto: Keow Wee Loong

Keow Wee Loong entrou na zona de exclusão de Fukushima para mostrar como está a cidade atualmente – Foto: Keow Wee Loong

Keow Wee Loong entrou na zona de exclusão de Fukushima para mostrar como está a cidade atualmente - Foto: Keow Wee Loong

Keow Wee Loong entrou na zona de exclusão de Fukushima para mostrar como está a cidade atualmente – Foto: Keow Wee Loong

Keow Wee Loong entrou na zona de exclusão de Fukushima para mostrar como está a cidade atualmente - Foto: Keow Wee Loong

Keow Wee Loong entrou na zona de exclusão de Fukushima para mostrar como está a cidade atualmente – Foto: Keow Wee Loong

Keow Wee Loong entrou na zona de exclusão de Fukushima para mostrar como está a cidade atualmente - Foto: Keow Wee Loong

Keow Wee Loong entrou na zona de exclusão de Fukushima para mostrar como está a cidade atualmente – Foto: Keow Wee Loong

Keow Wee Loong entrou na zona de exclusão de Fukushima para mostrar como está a cidade atualmente - Foto: Keow Wee Loong

Keow Wee Loong entrou na zona de exclusão de Fukushima para mostrar como está a cidade atualmente – Foto: Keow Wee Loong


Fonte: Cenapop.com.br

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook