Últimas

Franceses vibram com vitória e já pensam na Alemanha. Islandeses se despedem com orgulho

Na opinião do atacante Giroud e do técnico Didier Deschamps, a semifinal contra os atuais campeões do mundo será um jogo muito diferente

Não houve espaço para a zebra, e com uma goleada a Seleção Francesa soprou para longe os ventos gelados da Islândia, que mostrou uma das torcidas mais calorosas da Euro 2016. A vitória por 5 a 2 coloco os donos da casa na semifinal, onde vão enfrentar a Alemanha.

Após a vitória, o atacante Olivier Giroud, eleito o melhor em campo pelos dois gols marcados, comemorou a exibição e também exaltou o time adversário: “É sempre bom ser eleito o melhor jogador em campo, mas eu gostei mesmo da exibição da nossa equipe. Fizemos cinco gols, estamos muito felizes”.


GOALVEJA TAMBÉM: GOAL
Crônica: França 5×2 Islândia | Atacante da Alemanha está fora da Euro! | Balotelli faz revelação sobre Pogba


“A Islândia não desistiu, assim como já saberíamos que ia acontecer. Eles foram adversários valentes e determinados”, destacou o atacante do Arsenal, que afirmou ter feito a sua melhor exibição pela França em um grande torneio. Contra a Alemanha, no entanto, Giroud espera mais dificuldade.

(Foto: Getty Images)

“Vai ser um jogo completamente diferente. Eles são os campeões do mundo e geralmente sempre chegam entre os quatro melhores em grandes competições. Estamos com muita vontade de tentar e conseguir nossa revanche pelo que aconteceu na Copa do Mundo”, disse, lembrando da eliminação nas quartas de final no Brasil.

(Foto: Getty Images)

Já o treinador da França, Didier Deschamps, foi outro que não escondeu a felicidade pelo desempenho coletivo de seu time. No entanto, destacou que o desafio contra a Alemanha não será tarefa fácil: “A Alemanha é o melhor time, com certeza. Não há nenhuma dúvida sobre isso”.

Do outro lado, o treinador da Islândia não deixou de comemorar a campanha impressionante no certame. Motivos para esquecer? Só os primeiros minutos do jogo deste domingo (03), talvez.

(Foto: Getty Images)

“Eu gostaria de parabenizar a França. É uma equipe fantástica, mesmo com a nossa possível ajudinha no primeiro tempo. Foi um torneio fantástico, então eu aproveito para agradecer muito a todos”, afirmou o técnico Lars Lagerback, que apesar de não ter definido nada indicou que deve deixar o selecionado islandês.

Apesar da derrota e eliminação, os islandeses continuaram dando show nas arquibancadas (Foto: Getty Images)

“Eu não penso em nenhum lugar, hoje, para ter um papel como treinador absoluto. Mas se alguém vier com uma oferta interessante, eu vou definitivamente escutar”, explicou Lagerback, que também garantiu que o futebol islandês pode seguir evoluindo no futuro.


Fonte: Goal.com

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook