#GoaldeCanela: Uma semana de Coisas Estranhas no futebol

Higuaín vendido por uma fortuna, Messi chamando atenção pelo cabelo, Neymar perdendo a cabeça… É talvez as coisas não estejam tão estranhas assim



GOAL Por Livia Muniz 


Stranger Things – 90 MILHÕES DE EUROS POR GONZÁLO HIGUAÍN. São necessárias letras garrafais para tentar entender o que se passou pela cabeça dos dirigentes da Juventus. Obviamente, o Higuaín que eles contrataram não é aquele das três chances claríssimas de gols perdidos em três finais da Argentina, mas o do Higuaín dos 36 gols com o Napoli na Serie A Italiana. Ainda assim, era necessário colocar a mão na consciência antes de fechar esse negócio. Às vezes o futebol parece caminhar por um mundo invertido.  

Ceci n’est pas une transfert  – Mais revoltante do que pagar 90 milhões por Higuaín seria pagar mais de 100 milhões por Pogba. Ou pior ainda, não pagar. Que o francês não vale tudo isso, a gente sabe. Que o mercado de transferências do futebol vive uma era inflacionada, a gente também já sabe. Mas se tem algo que ninguém aguenta mais são leilões de jogadores escrevendo novelas intermináveis. Um vai não vai que – talvez intencionalmente – cria uma expectativa que consiga justificar tanto dinheiro gasto em uma assinatura de contrato.  

Getty Images

Craque, o Fla faz… – A vinda de Diego chegou com uma bomba na Gávea. Apresentação de galã, confiança em alta, um craque que há tempos o torcedor rubro-negro queria para o time. Tudo isso fez com que em uma semana o programa de sócios batesse recorde no cadastramento de novos membros. Uma história que lembra muito a de Ronaldinho no mesmo Flamengo. Mas agora a missão do clube carioca – e também de Diego – é fazer com que um ganho financeiro seja mais relevante que títulos e conquistas importantes.  

Nota Dez – O bom moço não está acostumado a ser protagonista de polêmicas. E vamos combinar que o último mês de Messi foi tudo, menos feliz. Derrota na final da Copa América, aposentadoria na seleção da Argentina, condenação de fraude fiscal com o pai. Tudo bem, tiveram também as férias em Ibiza com a família, mas não foi o suficiente para sair do radar polemizador da imprensa internacional. O camisa 10 então resolve platinar os cabelos e voltar mais cedo das férias para a pré-temporada do Barcelona. E diziam que era CR7 quem sabia como chamar a atenção.  

Demogorgon – A semana foi movimentada para o menino Ney. Começando com os treinamentos diários, passando por uma coletiva que rachou a armadura preparada pelos assessores. Se a pergunta sobre sua vida noturna foi maldosa ou necessária, o que interessa é que mostrou que o novo-velho capitão da Seleção Brasileira ainda não acostumado a receber críticas. Foi assim com o post no Instagram há um mês, foi assim na coletiva. Talvez a previsão de René Simões se concretizou: criamos um monstro (?).

Lucas Figueiredo/MoWa Press


Fonte: Goal.com

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook