Últimas

Governo anuncia reforço inferior ao anunciado de Força Nacional para Jogos

No dia seguinte crtica do prefeito Eduardo Paes sobre a falta de segurana no Rio de Janeiro, o governo interino de Michel Temer anunciou reduo no nmero de efetivo da Fora Nacional de Segurana que ser enviado para os Jogos Olmpicos.

Segundo o secretrio nacional de Segurana Pblica, Celso Perioli, a administrao federal pretende enviar cinco mil homens, nmero inferior aos 9.300 anunciados inicialmente pelo Ministrio da Defesa.

A um ms do incio do evento mundial, o prefeito do Rio de Janeiro disse que o governo fluminense est fazendo um “trabalho horrvel” na rea e segurana e citou o reforo nacional como uma soluo para a situao estadual.

“Ns temos no Rio de Janeiro 3.500 homens e, at o incio dos Jogos Olmpicos, ns chegaremos a cinco mil homens, fazendo uma adequao das escalas de servio ao atendimento das vilas olmpicas”, Perioli.

O secretrio nacional reconheceu que foi feito inicialmente um planejamento superior, mas que posteriormente foi feita uma adequao das escalas de folga, que foram reduzidas. De acordo com o ministro da Casa Civil, Eliseu Padilha, ser adotado regime de dois dias de folga para um de trabalho.

“Se tivssemos nove mil homens com trs dias de folga por um de trabalho, seria a mesma coisa que ter seis mil homens com dois dias de folga por um de trabalho”, disse o ministro.

Segundo o secretrio nacional, o Ministrio da Justia pretende fazer uma medida provisria para alocao de homens da reserva para reforar a segurana do Rio de Janeiro e tentar elevar o contingente programado.

“Mas, neste momento, adequamos para o incio dos Jogos Olmpicos o nmero de cinco mil homens”, afirmou.

TERRORISMO

Apesar da reduo do efetivo da Fora Nacional, o governo interino anunciou a elevao em trs mil homens do efetivo que ser enviado ao Rio de Janeiro das Foras Armadas.

Segundo o chefe do estado maior das Foras Armadas, Aldemir Sobrinho, sero deslocados 21 mil homens. A previso inicial do Palcio do Planalto era de 18 mil homens. Segundo ele, atualmente h seis mil homens no Rio de Janeiro.

O ministro da Casa Civil reconheceu que o servio de inteligncia brasileiro monitora a eventual entrada em territrio nacional de um terrorista srio, ex-presidirio de Guantnamo, que desapareceu no Uruguai.

Segundo a empresa area Avianca, o terrorista srio Jihad Ahmad Deyab pode ter fugido ao Brasil. Segundo apuraes preliminares, ele estaria utilizando documentao falsa, provavelmente marroquina e seu passaporte oficial seria uruguaio.


Fonte: Folha.com.br

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook