Guerra dos milhões: Quanto custa o elenco da final da Libertadores?


Atlético Nacional e Del Valle, com suas equipes modestas bateram os grandes elencos na competição

Enquanto Boca, River, São Paulo e Atlético Mineiro, apenas para mencionar alguns casos, gastaram milhões para formar seus elencos para o único objetivo de conquistar a Copa Libertadores, e agora assistirão a final da Copa Libertadores pela televisão, Atlético Nacional e Independiente del Valle, com suas equipes mais humildes, lutarão para levantar o tão sonhado troféu.

De acordo com o Mercado de Transferências de dados, o elenco colombiano dificilmente é mais caro do que o Equador. Enquanto Rueda é cotado em 19,83 milhões de euros, o “custo” Repetto é de 18,95.

O Nacional aposta na juventude para ter o baixo custo. Miguel Borja chegou a 750 mil euros e marcou os quatro gols que deram a classificação para a final. Marlos Moreno, formado nao clube, ainda é um baixo custo, mas em breve será vendido por um valor muito mais elevado. O único jogador nesta lista de mais de um milhão de euros é Sebastian Perez, com um valor de 1,15 milhões.

Enquanto os equatorianos possuem a defesa com valores elevados. O goleiro Librado Azcona, custa 1,4 milhões de euros, Arturo Mina e Christian Núñez custam 1,2 milhões cada. A frente, composta por Julio e José Angulo, também é um custo alto: um milhão cada. Mas a estrela está em Junior Sornoza, de apenas 22 anos, com 2,4 milhões de euros.

Para dar uma dimensão pelo que fizeram estes dois clubes, Carlos Tevez e Jonathan Calleri, figuras eliminadas nas semifinais, custam 15 e 10 milhões cada um, respectivamente.

Atlético Nacional e Independiente del Valle entram em campo nesta quarta-feira (27), às 21h45 (horário de Brasília).


Fonte: Goal.com

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook