Irmão de Elke Maravilha comemora recuperação: 'Ela está cada dia melhor'

Frederico Grunnupp disse ao EGO que a artista está melhorando e que os médicos pretendem retirar o respirador nos próximos dias.

Elke Maravilha no Minas Trend (Foto: Joshua Bryan/Agnewsa)Elke Maravilha (Foto: Joshua Bryan/Agnews)

Elke Maravilha, de 71 anos, está se recuperando na Casa de Saúde Pinheiro Machado, em Laranjeiras, na Zona Sul do Rio, após retirar uma úlcera duodenal. O irmão da artista, Frederico Grunnupp, conversou com o EGO na manhã desta quinta-feira, 28, e comemorou a evolução do estado de saúde da ex-modelo. “Ela está bem, devem tirar hoje ou amanhã os tubos do respirador, então é um processo. Ela está a cada dia melhor. Ainda tem um pouquinho da infecção, mas já está acabando. Todo dia tem um pouquinho de melhora. A gente percebe que ela quer conversar, mas ainda está um pouco fora do ar, um pouco grogue, porque estão diminuindo a sedação aos poucos, então ainda não dá para falar”, explicou.

No início da semana, Frederico já havia falado ao EGO sobre a internação da irmã. Ele comentou que Elke acena com a cabeça e sorri. “Ela fez uma operação no duodeno, a úlcera foi retirada e sedaram ela depois da cirurgia para que ela não tivesse dor. Houve uma infecção depois da cirurgia, que já era prevista, porque o duodeno foi perfurado. Então mesmo limpando tudo, é comum dar essa infecção. Os médicos falaram que é um local que facilmente contamina, é algo que acontece em segundos. Por isso, ela tem que ficar anestesiada, até porque ela não podia ficar se mexendo muito, mas está acordada. Estão combatendo a infecção e aos poucos vão removendo a sedação. Mas ela sorri, olha para a gente, está consciente. A cada dia são feitos novos exames e o que se constata é que ela está melhor”, disse Frederico.

A informação sobre a internação de Elke foi publicada em primeira mão pela coluna de Ancelmo Gois, do jornal O Globo. Ao EGO, o irmão da ex-modelo russa – que se mudou aos 6 anos para o Brasil – esclareceu que o estado de saúde dela inspira cuidados, mas não é grave.

 


Fonte: Ego.globo.com

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook