Largada socialista para a reeleição no Recife

Com a convenção que será realizada hoje no Clube Internacional do Recife, o PSB dará o primeiro passo para disputar uma eleição sem a figura do seu principal líder político, o ex-governador Eduardo Campos, morto em um acidente aéreo em agosto de 2014. Os socialistas irão enfrentar uma campanha na qual as decisões serão tomadas não apenas para vencer os adversários, mas para mostrar que, mesmo “órfão” de Eduardo, o PSB manteve unida a frente de partidos que terá a missão de reeleger o prefeito do Recife, Geraldo Julio (PSB), e o vice-prefeito Luciano Siqueira (PCdoB).

No ato político, que irá confirmar os nomes de Geraldo Julio e Luciano Siqueira na disputa, também serão oficializados mais de 500 pré-candidatos a vereador. Para esta eleição, a projeção do PSB é de fechar a coligação da Frente Popular com 19 siglas. Em 2012, foram 12 legendas.

“A nossa expectativa para a convenção é bastante positiva. Muita gente tem falado comigo para participar do evento”, frisou Geraldo Julio. Sobre o desafio de enfrentar uma reeleição, o socialista argumentou com os resultados da sua gestão. “Estamos no caminho certo e fazendo o que é melhor para cidade”. Em relação aos adversários, foi ponderado. “Todos têm o direito de ser candidato. O importante é o debate que iremos fazer com a sociedade”, observou.

Já o presidente estadual do PSB, Sileno Guedes, antecipou que a convenção socialista será uma grande festa para apresentar os candidatos e reunir a militância. “Convenção é um momento de celebração. É importante que não perca esse significado”, ressaltou. A chegada de Geraldo ao Clube Internacional está prevista para as 10h, acompanhado do governador Paulo Câmara (PSB), de Luciano Siqueira, do presidente nacional do PSB, Carlos Siqueira, entre outros. A presença dos senadores Fernando Bezerra (PSB) e Cristovam Buarque (PPS) foi confirmada.


Fonte: Diário de Pernambuco

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook