Luciana Santos confirma pré-candidatura em Olinda

Pr
Pr-candidata visitou o Diario e foi recebida pelo vice-presidente institucional Maurcio Rands

 

Após muitas especulações, o PCdoB aprovou a pré-candidatura da deputada federal e presidente nacional da sigla, Luciana Santos, à Prefeitura de Olinda. O martelo foi batido no último dia 15, pela direção nacional da legenda. A comunista, que esteve à frente do município entre os anos de 2001 e 2008, defendeu a necessidade de dinamizar a economia, melhorando a receita e atraindo novos investimentos para a cidade. Disse, ainda, que também há possibilidade de uma possível aliança com o PT durante o primeiro turno.

“Uma grande preocupação da gente é como dinamizar a economia da cidade, porque Olinda é uma cidade charmosa, querida, mas muito difícil (de administrar), porque é pequena”, disse a candidata, destacando que o município, cuja densidade demográfica é a maior do estado, arrecada menos do que necessita. “Temos 1/12 da receita do Recife e 1/4 da população da capital”.

Em visita ao Diario, onde foi recebida pelo vice-presidente institucional Maurício Rands, a candidata afirmou que, caso seja eleita, vai concluir as obras do canal do Fragoso. Ela ainda pretende acentuar a vocação econômica de Olinda para o setor de serviços, assim como investir na economia criativa. “A gente tem designers, artistas plásticos… Podemos levar o polo audiovisual também”, disse, enfatizando a importância do setor de Tecnologia da Informação. Outro eixo de sua campanha será em torno do plano diretor, que, segundo a comunista, permitirá o adensamento da região próxima ao Centro de Convenções e, consequentemente, a ampliação da quantidade de leitos para o setor hoteleiro.

“A cidade precisa disso. De força política para atrair investimentos. E não é pequeno o que conseguimos atrair. Existe uma carteira de investimentos na cidade que nunca se viu”, disse Luciana, referindo-se ao período em que esteve à frente da prefeitura e às duas gestões de Renildo Calheiros.

Questionada se a rejeição que o atual prefeito sofre poderia prejudicar sua campanha, a comunista disse que os eleitores vão saber separar a candidatura da gestão. “Isso se deve também a um certo cansaço em função de um período longo na prefeitura. É um pouco natural que essas coisas (insatisfações) apareçam”, argumentou, ponderando que essas questões trazem um peso para a disputa.

Sobre a relação com o PT, que é aliado dos comunistas desde 2000 na cidade e que, neste ano, lançou a deputada estadual Teresa Leitão para a disputa da prefeitura, Luciana Santos destacou que seu partido sempre teve uma boa relação com a legenda. “Tem uma parcela no PT que sequer defende candidatura própria. E a relação com Teresa é muito amistosa. Para nós, era importante manter a aliança, e vamos nos esforçar até o último momento para isso”, falou, enfatizando que ainda acredita numa possível parceria das duas siglas. “Não sendo possível, vamos nos esforçar para mantermos a relação mais elevada possível, até para uma aliança no segundo turno”, complementou.

Reuniões
Desde que sua pré-candidatura foi confirmada, Luciana Santos tem se reunido com os atuais secretários municipais para se atualizar das ações que estão sendo realizadas. “Também vou iniciar o corpo a corpo, com a participação em plenárias de pré-candidatos a vereador”, informou. A chapa conta com 150 pré-candidatos ao legislativo municipal e ainda não há projeções sobre quantos desses devem se eleger. Além dos comunistas, integram a coligação o PP, o PRTB, o PDT e o PSD. O lançamento oficial da pré-candidatura acontecerá na próxima quinta, no Convento de Santa Teresa, e a convenção partidária será no dia 5 de agosto. Caso seja eleita, a comunista acumulará as funções de prefeita e dirigente nacional do PCdoB.


Fonte: Diário de Pernambuco

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook